domingo, 5 de outubro de 2014

[Opinião] “Diário de uma Obsessão” de Claire Kendal (Saída de Emergência)

0


Sinopse:

Os fãs de Gone Girl irão arrepiar-se com este thriller sobre poder e perseguição.

Clarissa está cada vez mais assustada com o seu colega Rafe. Ele não a deixa em paz e recusa-se a aceitar “não” como resposta. Está sempre presente.

Ser convocada para ser jurada é um alívio. A sala do tribunal é um abrigo seguro, um lugar onde Rafe não pode estar. Mas à medida que uma narrativa de rapto e violação se desenrola, Clarissa começa a ver paralelismos entre a sua situação e a da jovem na barra das testemunhas. Se quer sobreviver, Clarissa terá que expor o seu perseguidor. Ao desenredar o macabro e perverso conto de fadas que Rafe teceu em torno deles, descobre que o final que ele visiona é mais aterrador do que ela poderia alguma vez imaginar. Mas como é que alguém pode proteger-se de um inimigo que mais ninguém consegue ver?
Críticas
"Um thriller claustrofóbico que nos faz sentir na pele
o que é ser perseguido."
-Marie Claire

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Data 1ª Edição: 10/10/2014
ISBN: 9789896376680
Nº de Páginas: 304
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa Mole

Opinião:

E se estivessemos a ser seguidos e ninguém acreditasse em nós? O que faríamos nessa situação? Como lidariamos com uma pessoa que controla todos os nossos passos sem ninguém saber ou reparar? E se todos nos tratassem como louca se o afirmássemos?

Este é o mundo em que Clarissa vive. Em constante medo, apenas sente uma sombra atrás dela que nunca a abandona. Essa sombra é Rafe, um colega de trabalho que desenvolve uma obsessão por ela. Quando ela recebe uma convocação para ser jurada, ela sente uma libertação como não conhecia há muito tempo. Enquanto muitas pessoas tomam este serviço como uma obrigação e uma prisão, para ela tem o significado oposto. Mas será que ela ficará protegida durante muito tempo.

Conforme a história vai avançando vemos o paralelo entre ela e a história da vítima Carlota. São histórias de abuso e de mulheres que se viram em situações que nunca esperavam e de certa forma são tratadas como se tivessem alguma culpa do que aconteceu.

Vamos compreendendo a história conforme vamos avançando na leitura e descobrimos que as coisas são mais complicadas do que imaginamos. Acabamos por ser surpreendidos ao longo da leitura.

Clarissa também vai evoluindo ao longo da história, vemo-la a tornar-se mais forte, mais forte e mais segura de si, apesar de, no seu interior, ainda estar cheia de medo, esta não o deixa dominá-la e tenta tomar conta das rédias da sua vida.
Rafe é retratado como uma sombra ao longo da história, alguém que está sempre presente e que nem sempre vemos. Ele é uma camaleão, aos amigos e conhecidos de Clarissa ele surge como uma excelente pessoa, preocupada e atenciosa. Consegue que ninguém acredite em Clarissa e que a achem maluca por ter medo dele. Não aceita um não como resposta e por mais que ela afirme que não o quer ele não a larga. E continua a sua perseguição.

Robert entra nesta história como uma tábua de salvação que Clarissa encontra e com quem começa a fantasiar. Mas, isso pode colocar ambos em risco de acordo com as ideias de Rafe.

É bastante interessante comparar as duas personagens e como estão são diferentes perante o olhar de Clarissa.

Esta é uma história extremamente claustrofóbica que não deixa o leitor respirar nem ter um momento de descanso, Claire Kendal consegue nos fazer sentir como a personagem, sentimo-nos como ela e tentamos entender as suas reações. Este livro é extremamente realista e nos deixa a pensar na situação em que ela se encontra e como esta pode ser interpretada por quem está de fora e não se apercebesse de tudo o que se passa. Um excelente romance que nos vai tirar a respiração.


Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário