terça-feira, 15 de janeiro de 2019

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

sábado, 22 de dezembro de 2018

[Opinião] "Um dia em Dezembro" de Josie Silver (Planeta)

0

Sinopse:


Laurie não acredita no amor à primeira vista. Mas e se o destino tivesse outros planos? Uma história de amor inesquecível Laurie tem certeza que o amor à primeira vista não existe em lado nenhum a não ser nos filmes. Mas um dia, através da janela de um autocarro, num dia de Dezembro, vê um homem que lhe faz bater o coração mais depressa. Os seus olhos encontram-se, há um momento de pura magia... e o autocarro afasta-se. Um Dia em Dezembro é uma grande história de amor, comovente e com a mensagem que o destino toma caminhos inexplicáveis no respeitante ao amor e felicidade.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789897771255
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 234 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 384
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

"Um dia em Dezembro" é um romance leve para se ler à noite à beira da lareira. Este livro conta-nos uma história leve e refrescante, mas que ao mesmo tempo nos faz ficar agarrados a cada página a torcer pelas personagens principais.

Todos nós, secretamente, gostávamos de acreditar no amor à primeira vista, aquele click que vemos nos filmes. O trocar de olhares mágico e raro, no qual sabemos imediatamente que essa é a pessoa da nossa vida e que nos vai fazer saber desde o primeiro momento que vamos passar o resto da nossa vida com ela. Mas a verdade é que só vemos isso nos filmes e essa realidade tema  tendência a nos escapar.

Neste livro vamos conhecer duas personagens que nos vão encher de esperança, dor e frustração por todos os encontros e desencontros que ambos vivem ao longo dos anos que se conhecem. A vida dá muitas voltas e isso é bem patente neste caso. Quando damos por nós estamos estamos viciados na história para saber se os dois ficam juntos, no final. Foi um romance que me fez ficar agarrada até ao final sem qualquer expetativa ou menos ideia do que iria acontecer de seguida.

Um bom romance para este mês de Dezembro.



LilianaNovais

[Opinião] "A cor Purpura" de Alice Walker (Suma de Letras)

0

Sinopse:


encedor do prémio Pulitzer e o National Book Award, A Cor Púrpura foi adaptado ao cinema em 1985 por Steven Spielberg e nomeado para 11 óscares.

A Cor Púrpura aborda temas como a violência doméstica a que estavam sujeitas as mulheres negras no início do século XX, a relação dos negros com o seu passado de escravatura, e a busca do espiritual num mundo cruel e sem sentido.

Um livro extremamente atual e que nos faz refletir sobre as relações de amor, ódio e poder, em uma sociedade ainda marcada pelas desigualdades de gêneros, etnias e classes sociais.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789896656805
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Suma de Letras
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 229 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 304
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

Este é um daqueles livros que vi o filme antes de o ler. Era muito nova quando o vi pela primeira vez, não sei bem que idade tinha, mas era adolescente, já passaram tantos anos que não sei ao certo. Foi um daqueles que me marcou e que revejo sempre que tenho essa possibilidade porque, acada visualização há sempre algo de novo que nos ensina. Foi essa sensação que tive quando li o livro. Foi fabuloso poder ler o romance no qual o livro se baseou.

Apesar de conhecer parte da história, foi uma leitura de descoberta, já que, por mais que se conheça a história há sempre algo de novo que nos  vai surpreender e mostrar uma parte nova do livro e também nos ensinar algo sobre nós próprios.

A Celie sempre foi a minha personagem preferida de todo o filme, pela sua inocência e auto sacrifício, penso que ela é a pessoa mais generosa de todo o livro, que nos vai ensinar muito sobre amor e perdão, sobre a vida em si. Ela perde tudo várias vezes ao longo do livro, mas a questão que me coloco sempre é: Será que ela se vai encontrar a si própria? Todas as outras personagens têm uma noção bem clara do que querem e de quem são, enfim do seu lugar no mundo, mas esta demora a perceber qual é.

O que mais adorei no livro foi a diferença na forma de escrever das duas irmãs, como ambas escrevem de acordo com o grau de estudos que têm e isso torna o livro bem mais ritmado e com mais variedade e interesse.

Se me perguntarem se gostei mais do filme ou do livro, posso dizer que este me sinto dividida, já que o livro teve um significado muito grande na minha vida e nada o poderá mudar.


LilianaNovais

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

[Opinião] "Como Estrelas Cadentes" de Sveva Casati Modignani (Porto Editora)

0



Sinopse:

Durante a sua longa vida, Rosa precisou de usar astúcia e coragem, caiu e levantou-se de novo, atravessou de cabeça erguida cansaços e derrotas, atingiu metas importantes, escrevendo o destino com as suas mãos.

Em volta desta inesquecível personagem feminina gira a história aventurosa e atormentada de uma riquíssima família de Milão, cujos episódios se entrelaçam num cenário internacional ao longo de um século.


A sombra de um incesto, a criação de um grande império industrial, as cores impiedosas da guerra, o mundo cintilante da moda, a languidez da sensualidade e os segredos inconfessáveis dos poderosos são os elementos deste romance violento e romântico que fascina e envolve profundamente o leitor.

Ficha Técnica:


ISBN: 978-972-0-03127-3
Edição ou reimpressão: 08-2018
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 33 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 496
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

Eu já apreciava bastante os livros desta autora mas este achei fabuloso. Eu sei que posso parecer dizer muitas vezes e acerca de muitos livros, mas a verdade é que a Sveva já é conhecida pela qualidade do seu trabalho, por esse mtivo os seus livros são um grande sucesso.

Nesta nova história, a autora leva-nos numa viagem pelo tempo e espaço por locais e momentos chave da nossa história, mostrando-nos que a vida nem sempre corre como planeado e isso acontece a Rosa Vamos acompanhar os seu percurso ao longo da sua vida, os seus amores e desamores, os encontros e reencontros e acima de tudo, todos os segredos que ela guarda.

Rosa é uma mulher forte, sim eu sei, tenho um fraco por mulheres fortes que nos vão motivar e inspirar. Todos os livros que mais gosto têm uma mulher assim, que nos faz admirar como consegue ultrapassar todas as dificuldades que a vida lhe põe pela frente.

Adoro este livro e penso que todos os fãs desta autora também vão gostar dele.

LilianaNovais

[Opinião] "Quarenta dias sem Sombra" de Olivier Truc (Planeta)

0

Sinopse:

Kautokeino, Lapónia Central, 10 de Janeiro. Noite polar, frio glacial. Amanhã o Sol, desaparecido há quarenta dias, vai renascer. Amanhã, entre as 11h14m e 11h41m, Klemet voltará a ser um homem, com uma sombra. Amanhã, o Centro Cultural vai expor um tambor de xamã oferecido por um companheiro de Paul-Émile Victor.
Mas o tambor é roubado durante a noite. As suspeitas irão desde os fundamentalistas protestantes aos independentistas samis. A morte de um criador de renas não contribui para melhorar a situação. A Lapónia, na aparência tão tranquila, vai revelar-se uma terra de conflitos, de cóleras e de mistérios. Klemet, o lapão, e Nina, a jovem colega de equipa, agentes de polícia das renas, lançam-se numa investigação frustrante. Mas, em Kautokeino, ninguém gosta de quem faz ondas. Ordenam-lhes que voltem às patrulhas de motoneve pela tundra e à pacificação das eternas querelas entre criadores de renas.
Os mistérios do 72.º tambor vão alcançá-los. Porque confiou, em 1939, um dos guias samis à expedição francesa aquele tambor? De que mensagem era portador? Que contam os joïks tradicionais que o velho tio de Klemet canta? Que vem fazer à aldeia aquele francês que gosta demasiado de raparigas muito novas e que parece conhecer tão bem a geologia da região? A quem se dirigem as orações da piedosa Berit? Que esconde a beleza selvagem de Aslak, que vive à margem do mundo moderno com a sua mulher meio louco?


Numa paisagem incrível, personagens cativantes e fortes levam-nos aos limites da hiper-modernidade e da tradição de um povo que luta pela sua sobrevivência cultural. Um policial magnífico e intenso, escrito por um autor de estilo directo e vigoroso que conhece bem a região de que fala.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789897770180
Edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 235 x 26 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 440
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller

Opinião:

Apenas posso definir este livro com uma palavra apenas: assombroso. Foi um livro que me tirou da minha zona de conforto. Fez-me pensar num estilo de vida completamente diferente do meu. Em Portugal, temos os dias que se sucedem às noites, é algo que temos como garantido. Mas, nunca imaginamos como seria estar quarenta dias sem ver a luz do sol. Que efeito teria? Que receios e superstições teríamos? Que rituais faríamos quando este finalmente regressasse? Será que duvidaríamos do seu regresso?

Este Thriller é viciante repleto de ação e de momentos surpreendentes. É uma leitura viciante que nos vai agarrar desde o primeiro momento, quer pelo exotismo da ação e dos acontecimentos, quer pelos eventos que se atropelam a velocidades estonteantes. Adoro um bom livro de mistério, e este sem dúvida está entre os que mais gostei, pois não nos revela todos os seus segredos de uma só vez, o que nos deixa agarrados a todas as páginas sem nos deixar largar nenhuma até acabar. Foi um daqueles livros que me deixou acordada até altas horas da noite para conseguir acabar.

As personagens que Oliver Truc criou são entusiasmantes, repletas de nuances e muito realistas, facilmente conseguimos encontrar alguma pessoa que conhecemos que nos faça lembrar uma delas, o que nos faz sentir ligados ao livro de uma forma bastante intensa. Pessoalmente adorei a Nina, é uma mulher muito forte, a qual vive num mundo de homens, o que não é de todo fácil nem é bem aceite, mesmo nos tempos que correm.

Penso que seja uma excelente prenda para este natal.



LilianaNovais

sábado, 8 de dezembro de 2018

[Opinião] "Com este homem" de Jodi Hellen Malpas (Planeta)

0

Sinopse:

Jesse Ward está de volta neste quarto romance da série este homem e, com ele, a sensualidade, o amor e os jogos perversos.

A história começa doze anos após o casamento de Jesse e Ava. A vida é boa para Jesse, o Senhor Ward. Perfeita, na verdade. Ainda tem charme, encontra-se em ótima forma física, e continua a transformar a mulher, Ava, num poço de desejo com um simples olhar. Excerce um controlo e um domínio totais, tal como gosta.

Contudo, o mundo perfeito de Jesse desmorona quando um terrível acidente envia Ava para o hospital com um ferimento crítico na cabeça que a deixa em perigo de vida. Devastado e enraivecido, sente-se como se todo a sua existência estivesse presa por um fio.

Não é capaz de sobreviver sem o amor da mulher. Por isso, quando ela recupera a consciência, o seu mundo abalado começa a equilibrar-se. No entanto, o pesadelo não termina. Na verdade, mal começou. Isto porque Ava não se recorda dos últimos dezasseis anos da sua vida. O que implica tudo. Toda a vida de ambos em comum. Ele é um estranho para ela.

Agora Jesse tem de fazer tudo o que for preciso para recuperar as memórias da mulher...e ajudá-la a apaixonar-se outra vez louca e perdidamente.


Este livro faz parte da série Este Homem a mais vendida em Portugal da autora.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789897771323
Edição ou reimpressão: 11-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 233 x 31 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 512
Tipo de Produto: Livro
Coleção: Este Homem
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Literatura Erótica


Opinião:

Há livros que nos fazem desejar por uma continuação, por saber o que acontece depois do felizes para sempre. São histórias e personagens que não queremos deixar para trás, deixar perdidas, mas sim que queremos rever e reencontrar para perceber o que acontece depois. Uma dessas histórias foi a de Jesse e de Ava. Anos após a sua tórrida e conturbada ambos vivem um sonho, com os seus dois filhos, tendo atingido um equilíbrio entre as suas personalidades fortes.

Neste volume, o pior pesadelo de Jesse acontece, Ava tem um acidente grave e acaba por se esquecer dos últimos dezasseis anos da sua vida. Vamos ver uma Ava muito parecida com o primeiro volume, desafiadora e independente. E cabe a Jesse voltar a conquistar a sua mulher, mas não vai ser fácil, já que Ava vai novamente lhe dar luta como inicialmente.

Os dois passam por uma segunda fase de namoro, onde a autora não se poupa aos detalhes mais tórridos dos encontros entre as duas personagens. Desde o primeiro momento que o meu instinto me levava a crer que haveria algo mais para além da amnésia e da relação dos dois. A trama vai-se adensando e as coisas acabam por se ir revelando. Acabando o livro de uma forma estrondosa.



LilianaNovais