domingo, 13 de outubro de 2013

[Opinião] “Cartas da Nossa Paixão” de Karen Kingbury (TopSeller)

0


Sinopse:

Um romance belo e sofrido que prova que as histórias de amor merecem o milagre de uma segunda oportunidade.

Ellie Tucker e Nolan Cook são mais do que amigos.Apesar de terem apenas quinze anos, ele repete-lhe constantemente que ela nunca irá encontrar alguém que a ame tanto. Mas uma tragédia familiar obriga Ellie partir subitamente. Na véspera desse dia triste, ela e Nolan sentam-se sob o velho carvalho do parque onde partilharam tantos momentos felizes e escrevem uma carta um ao outro, que enterram numa caixa de metal enferrujado. Combinam regressar exatamente onze anos depois, e lerem em conjunto as duas cartas.

Passaram os anos e os dois nunca mais se encontraram. Ellie tem hoje vinte e seis anos e é mãe solteira, lutando diariamente para sustentar a sua filha. Nolan conseguiu realizar o sonho de se tornar jogador de basquetebol e é uma famosa estrela da NBA. Mas desde o dia em que o pai sucumbiu a um ataque cardíaco, Nolan sofre com a solidão. Afogado num oceano de dor, pensa frequentemente em Ellie, a paixão da adolescência que nunca esqueceu, e na inocência da infância que partilharam.

À medida que se aproxima a data, Ellie e Nolan sonham com o reencontro sob o velho carvalho. Mas será que, onze anos depois, ainda há alguma hipótese de serem felizes?

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 320
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898626240
Coleção: Karen Kingsbury

Opinião:

Tal como tem sido habitual este último ano, tenho-me dedicado a ler autores que não conhecia e que nunca tinha lido, nesta linha, li pela primeira vez um livro de Karen Kingsbury. O que me chamou a atenção neste romance em primeiro foi a capa. Esta está completamente de acordo com a história e com o seu elemento principal. Depois a sinopse aguçou-me a curiosidade. Já vimos muitas histórias baseadas em promessas feitas em jovens e que em adultos tentam cumprir. Aqui há uma diferença básica, não é só a promessa que é importante, mas sim tudo o que acontece no meio e como as pessoas podem mudar e se afastar das ideias iniciais. Muitos elementos já foram explorados anteriormente e por vezes a história torna-se previsível. O que cativa neste romance é a forma que a escritora aborda o tema e como consegue envolver o leitor que sofre pelas personagens até às páginas finais.

Ellie é uma mulher lutadora e que deixou de acreditar em contos de fadas depois de ter sofrido na adolescência e ter aprendido que não podia contar com ninguém. Pelo contrário Nolan é um idealista e um romântico que acredita que o amor é capaz de ultrapassar tudo, até a passagem do tempo. Os dois são opostos e isso faz com que a acção se torne interessante e contrastante. Os mundos em que cada um se move são completamente diferentes e compreendemos o que os moldou. Karen faz um excelente trabalho a explicar os acontecimentos mais marcantes das vidas de ambos sem descurar do suspense e do mistério que atraem o leitor para uma leitura compulsiva. As outras personagens são realistas, temos pessoas com qualidades e com defeitos como todos nós.

A história mostra um lado da cultura americana, mais precisamente aos católicos, muito ligada à religião e ao pecado, sem fanatismos nem exageros. O sentimento de culpa e de perdão estão muito presentes nas páginas deste romance e nos fazem pensar nos nossos próprios erros e como as nossas escolhas não influenciam apenas a nossa vida mas também a de todos as que nos rodeiam. Estes temas aparecem de forma subtil e discreta ao longo da história.


É um excelente livro, ideal para quem gosta de romances e de histórias de amor impossíveis. Para quem gosta de Nicholas Sparks, este livro será também do seu agrado.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário