domingo, 17 de dezembro de 2017

[Opinião] "Cartas de Profecia" de Anne Bishop (Saída de Emergência)

0




Sinopse:

Anne Bishop regressa ao mundo de Os Outros, enquanto os humanos lutam para sobreviver na sombra de criaturas poderosas.

Depois de uma insurreição humana ter sido brutalmente abortada pelos Anciãos – uma forma primitiva e letal de Os Outros –, as poucas cidades que os humanos controlam estão dispersas. Os seus habitantes conhecem apenas o medo e a escuridão da terra de ninguém.

À medida que algumas dessas comunidades lutam para se reconstruir, Simon Wolfgard, o líder lobo metamorfo, e Meg Corbyn, a profetisa de sangue, trabalham com os humanos para manter a frágil paz. Mas todos os seus esforços são ameaçados quando uma misteriosa figura humana aparece.


Com os humanos desconfiados em relação a um dos seus, a tensão aumenta, atraindo a atenção dos Anciãos, curiosos sobre o efeito que este predador terá na matilha. Mas Meg já conhece o perigo, pois viu nas cartas de profecia como tudo terminará: com ela ao lado de uma campa.

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Saga/Série: Série Os Outros  Nº: 5
Data 1ª Edição: 03/11/2017
ISBN: 9789897730863
Nº de Páginas: 432
Dimensões: [160x230]mm

Encadernação: Capa Mole


  1. Opinião:



Anne Bishop já se afirmou enquanto escritora de livros de fantasia, criando mundos extraordinários, mas extremamente credíveis. Esta autora tem a capacidade de envolver de uma forma bastante intensa os leitores, levando-os para um Universo paralelo, repleto de possibilidades e personagens exóticas.

No livro que precedente fomos introduzidos aos Anciãos e vimos do que eles são capazes. Neste volume, acabamos por conhecer um pouco mais estes seres tão perigosos e diferentes os restantes Outros.

Neste volume, um novo tipo de predador é apresentado, um ser humano que os anciãos pretendem estudar. Jimmy, irmão de Monty, acaba por criar tensão dento do pátio de Lakeside, despertando sentimentos de desconfiança e obrigando os habitantes deste pátio a terem atitudes extremas que poderão criar uma cisão entre os Outros e os Humanos que neste habitam.

Conhecemos um lado mais radical de Simon e ficamos a ver ao limite que este pode ir para proteger os seus, sejam estes de que espécie forem. O seu instinto protector em relação a Meg é levado ao extremo, assim como o de todos os Outros que habitam no pátio.

Meg, por seu lado, continua a sua luta por evitar cortar-se pois sabe que isso poderá causar o seu fim ou, na melhor das hipóteses, leva-la-á à loucura. Tenta conseguir um método alterativo para conseguir obter as suas profecias, mas ainda tem de se adaptar à nova técnica e sente-se um pouco perdida.

O pátio, neste volume, já se começa a estruturar e a formar alcateias, temos uma organização interessante e uma dinâmica que poderia servir de inspiração para o mundo atual.

Este livro tem uma tensão constante e mais ação que o anterior, em muito gerado pelas situações de conflito em que a autora coloca as personagens que participam neste volume. As cassandras de sangue foram deixadas um pouco de fora deste volume, se bem que na trama secundária há ainda algo a ser dito e descoberto relacionado com estas. Como que um prelúdio para o novo romance que nos vai aguçar a curiosidade para o novo volume e que nos vai fazer aguardar ansiosamente por este.

Quando chegamos ao final do romance ficamos a pensar: "Finalmente!" Mas o motivo deste pensamento deixo em aberto para os leitores acabarem por descobrir sozinhos.


LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário