domingo, 17 de dezembro de 2017

[Opinião] "Nevoeiro de Agosto" de Robert Domes (Nuvem de Tinta)

0

Sinopse:

Na Alemanha nazi de 1933, um menino de 4 anos de etnia cigana é separado da sua família nómada e enviado para um orfanato. Após anos a saltar de instituição em instituição, impedido de conviver com a família e sem o afeto dos pais, o comportamento de Ernest é considerado incorrigível e o rapaz, já com 12 anos, é enviado para um hospital psiquiátrico. É aí que irá descobrir, pela primeira vez, a amizade e o amor, mas é também o momento em que começa a desconfiar do que realmente acontece naquele hospital. Pacientes que, como ele, estão de perfeita saúde física e mental, têm estranhos e repentinos encontros com doenças misteriosas - ou desaparecem.


Contada através da perspetiva do jovem Ernest, esta é a história trágica, mas verdadeira, da sua breve vida e da sua luta pela amizade e pela liberdade. Um relato de coragem e amizade num cenário desesperante de guerra e ódio que varreu a Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

Ficha Técnica:

ISBN: 9789896652753
Edição ou reimpressão: 07-2017
Editor: Nuvem de Tinta
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 228 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 336
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance


Opinião:

As maiores atrocidades da história moderna ocorreram durante a Segunda Guerra Mundial. Este livro choca bastante porque é um relato acerca de uma dessas vítimas. Mas, este não é o clássico caso, mas sim de uma etnia cigana que foram também alvo do ódio nazi.


Por mais que já saibamos como a história vai acabar não conseguimos evitar desejar e torcer pelo personagem principal, como se isso fosse de alguma forma alterar o passado. este livro tem uma forma de nos mostrar que a vida nem sempre tem um final feliz. E que pode ser cruel e injusta.

Ernst era apenas uma criança quando o Partido Nazi chegou ao poder, e conseguimos ver que a população realmente tinha esperança na mudança e que as coisas iam melhorar, o que depois se revelou num erro, porque o resultado foi uma guerra longa e em que ambos os lados perderam algo, a sua inocência e ganharam a visão do que o ser humano é capaz de fazer quando dá largas à sua crueldade.

Uma série de incidentes e de acontecimentos, aliados ao preconceito e à intolerância, levam Ernst a uma instituição, sendo que a sua sina fica marcada desde esse momento e sabemos que ele nunca mais vai conseguir sair nem vencer o estigma que foi criado contra a sua etnia. Este apenas faz o que os outros rapazes da instituição fazem e quando este é apanhado é mais castigado do que qualquer um dos outros.

O livro está excelente e é bem patente todo o trabalho de investigação que o autor realizou para conseguir escrevê-lo. Um livro duro, que nos faz pensar no percurso que o Mundo já realizou e para onde estamos a caminhar na atualidade.

LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário