segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

[Opinião] "Bando de Corvos" de Anne Bishop (Saída de Emergência)

0




Sinopse:

Ninguém tem a capacidade de criar novos mundos como Anne Bishop, autora bestseller do The New York Times. 

Nesta nova série somos transportados para um mundo habitado pelos Outros, seres sobrenaturais que dominam a Terra e cujas presas prediletas são os humanos.

Depois de conquistar a confiança dos Outros que habitam Lakeside, Meg Corbyn teve alguma dificuldade em perceber o que significa viver entre eles. Como humana, Meg deveria apenas ser tolerada como presa, mas os seus dons como cassandra sangue tornam-na algo mais.

A aparição de duas drogas aditivas foi a faísca que desencadeou a violência entre os humanos e os Outros, resultando em mortes para ambas as espécies nas cidades limítrofes. Quando Meg tem um sonho sobre sangue e penas negras na neve, Simon Wolfgard – o líder metamorfo de Lakeside – pergunta-se se a profetisa de sangue sonhou com o passado ou uma ameaça futura.


À medida que as profecias se revelam a Meg, cada vez mais intensas e dolorosas, as intrigas adensam-se em Lakeside. Agora, os Outros e o punhado de humanos que aí residem terão de reunir forças para parar o homem que se assume como o verdadeiro profeta de sangue – e extinguir o perigo que ameaça destruir todos os clãs.

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Saga/Série: Série Os Outros  Nº: 2
Data 1ª Edição: 22/01/2016
ISBN: 9789896379209
Nº de Páginas: 416
Dimensões: [160x230]mm

Encadernação: Capa Mole

Opinião:

Enquanto fã de fantasia uma das minhas autoras preferidas é  a Anne Bishop, "Bando de Corvos" é o segundo volume da série "Os Outros". O que mais me apaixona nos Universos criados por esta autora é que estes são tão díspares do nosso mundo mas ao mesmo tempo tão realistas que nos levam a acreditar que, nalgum universo paralelo, são reais.

Para mim foi espantoso voltar a Namid e aprofundar mais o meu conhecimento acerca dos Outros e das cassandras de sangue. Parece-me que quanto mais avançamos na história mais perguntas surgem e a autora consegue manter um leitor atento e interessado no que vai acontecer de seguida.

Os Outros de Lakeside estão cada vez mais ligados a Meg e já a aceitaram como um deles, apesar desta ser humana, um tipo especial de humano, mas humana mesmo assim. Protegem-na como se fosse um deles, mais fraco. Sabem que ela viveu toda a sua vida isolada e querem apresentá-la ao mundo e às necessidades humanas. Para todos os efeitos a Meg é uma "cria" em forma adulta porque nunca viveu nem teve experiências fora do complexo, apesar de tudo o que havia visto até aquele momento. Simon por seu lado é o lider de Lakeside, metamorfo, acabamos por vê-lo tanto como humano como lobo. O mais interessante é ver como esta transformação é volátil dependendo do seu estado de espirito. A relação dos dois torna-se mais intensa e é bem patente ao longo do livro a confusão que existe em cada um deles.

Tess continua a ser, para mim, o maior enigma deste livro, e muito ainda há para dizer sobre esta e a sua verdadeira natureza enquanto um dos Outros.

Uma continuação interessante, fluida com muita acção e algumas das respostas às perguntas com que o volume anterior nos deixou. Um livro viciante que nos deixa curiosos pelo seguinte "Visão de Prata", o qual vai ser criticado em breve aqui no blog.

LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário