sábado, 28 de novembro de 2015

"Bolha" de Anders de la Motte (Bertrand Editora)

0


Sinopse:

O Jogo foi uma experiência perigosa para Henrik «HP». Encontra-se agora no meio de uma crise profunda, numa vida de grande isolamento, convencido de que está sob constante vigilância da polícia e do Mestre do Jogo. Vê sistematicamente pessoas das suas missões passadas e não tarda a que a sua paranoia se transforme em loucura. Já não sabe em quem ou em que acreditar e a fronteira entre o Jogo e a vida real é cada vez mais ténue. Ainda assim, está determinado a concluir uma derradeira missão que irá tornar o Jogo mais claro e desvendar a verdade que se esconde por detrás dele, sejam quais forem as consequências.

A vida de Rebecca mudou radicalmente desde que o irmão se envolveu no Jogo. Deixou a Polícia e começou a trabalhar numa empresa privada de IT. A sua relação está por um fio e ela tenta salvá-la. Quando se depara com um cofre que em tempos pertenceu ao seu pai e que contém uma arma e vários passaportes, começa a sua própria investigação em busca da verdade. Pode haver uma relação entre o passado do seu pai, o Jogo e aquilo que está a acontecer ao seu irmão, HP…

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão:2015
Páginas: 424
Editor: Bertrand Editora

ISBN: 9789722529174

Opinião:

"Bolha" é o final aguardado da trilogia de Anders de la Motte, iniciada com o livro "Jogo". Uma ideia que não é original, mas cuja abordagem ao tema o tornou um grande sucesso mundial.

Não cheguei a ler o segundo volume e por isso acabei por me sentir um pouco perdida na história e no poderia ter acontecido entretanto às personagens.

HP cada vez se torna mais paranóico e as suas aventuras tornam-se ainda mais arriscadas. Acho esta personagem muito egocêntrica e que acaba sempre por querer ser o centro das atenções e o melhor. Pessoalmente, este irritou-me profundamente.

Quanto à irmã, também protege demasiado HP, o que permite com que ele tenha as atitudes que tem.

Um romance empolgante que vai deixar os leitores agarrados.

LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário