terça-feira, 28 de julho de 2015

[Opinião] "A Pedra das Lágrimas - Parte II" de Terry Goodkind (Porto Editora)

0



Sinopse:

Esta é a segunda regra dos feiticeiros:
O pior dos males pode surgir da melhor das intenções

Os caminhos de Richard e Kahlan separaram-se: forçado a submeter-se aos desejos da Madre Confessora, o portador da Espada da Verdade encaminha-se para o Palácio dos Profetas, em Tanimura, a fim de aprender a controlar o seu dom, antes que este o mate. Por outro lado, a última das Confessoras, enredada numa trama de mentiras piedosas cujo único objetivo é salvar a vida do homem que ama, dirige-se para a Fortaleza dos Feiticeiros, em Aydindril, onde espera encontrar Zedd e, juntos, ajudarem Richard a cumprir o seu destino.

Todavia, num mundo em que a magia é, simultaneamente, uma bênção e uma maldição, e em que qualquer um pode ser um agente do Guardião disfarçado, distinguir aliados de inimigos revela-se uma tarefa hercúlea. Através dos seus próprios erros, o seeker e a Madre Confessora vão descobrir, da forma mais dolorosa, que a maior das bondades e a melhor das intenções podem constituir um caminho insidioso para a destruição.


Sabedoria, prudência e uma boa compreensão da primeira regra dos feiticeiros são as únicas armas de que dispõem: mas serão suficientes para reparar o véu e devolver a Pedra das Lágrimas ao reino dos mortos?

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 432
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04768-7

Opinião:

Finalmente chegou a segunda parte do livro "A Pedra das Lágrimas". Eu tenho seguido esta colecção que a Porto Editora tem lançado nos últimos meses, em primeiro, porque segui de perto a série televisiva que foi inspirada nestas obras e a qual adorei e, em segundo, por sentir curiosidade de saber se estavam  ser fieis aos livros ou se, tal como em muitas obras, estavam muito diferentes.

Apesar das diferenças notórias na acção e nos eventos entre os dois, estou a adorar seguir esta série e acompanhar os desenvolvimentos da história e o que vai acontecer de seguida.

No volume anterior deixamos Richard numa situação complicada e Kahlan acabara de partir o seu coração. Acabei por devorar este "A Pedra das Lágrimas - Parte II" a uma velocidade vertiginosa. Os acontecimentos sucediam-se uns aos outros e havia sempre algo para suspeitar a cada página, uma pista para o que iria acontecer.

Richard, neste volume, apresenta-se receoso e com uma enorme ansiedade. Ele não compreende o que se passou e porque é que Kahlan não o ama mais. Ele luta contra o rada'han, sente-se de novo um escravo, uma vítima do que lhe foi feito. Está a reviver tudo o que sofreu com Denna, quando esteve sob o seu jugo. Este particionou o seu íntimo e isso tem repercussões em todas as suas decisões no futuro.

Por seu lado, Kahlan sofre pelo que fez e por achar que Richard a odeia com todo o seu ser. Ainda deseja que ele a perdoe por tudo o que lhe fez e que lhe pediu, ou melhor, que exigiu dele. Condenou-o a uma vida de servidão, em que as coisas acabam por se revelar por serem mais complexas do que inicialmente pensavam. Como está mais afastada de Richard, esta acaba por nos mostrar um lado mais independente e a mulher forte e decidida que já desconfiávamos que ela fosse.

Menos abordado do que estes, Zed vai ter o seu próprio percurso ao longo do livro e vai ser fundamental para a resolução do conflito.

Um romance interessante que nos leva a seguir mais além na história.

LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário