sábado, 3 de janeiro de 2015

[Opinião] "As Fadas de Edinburgo - A Falcoeira Livro 1" de Elizabeth May (Editorial Planeta)

1


Sinopse:

Lady Aileana Kameron, a única filha do marquês de Douglas, estava destinada a uma vida cuidadosamente planeada em torno dos encontros sociais de Edimburgo - até ao dia em que uma fada assassina a sua mãe. 

Está determinada a encontrar a fada que lhe matou a mãe e, pelo caminho, vai destruindo todas aquelas que se alimentam dos humanos nas muitas ruelas escuras da cidade.
 
O equilíbrio entre as exigências da alta sociedade e a sua guerra privada é, porém, delicado e, quando um exército de fadas ameaça destruir Edimburgo, ela tem de tomar algumas decisões. O que estará Aileana disposta a sacrificar?

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 384
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575397

Opinião:

"A Falcoeira" marca o início de uma nova trilogia que chegou ao mercado português pela mão da autora Elizabeth May com o apoio da Editoria Planeta. Esta editora tem ganho fama por trazer até nós bons autores e excelentes obras. E este livro não ficou além das expectativas. 

Quando li a sinopse fiquei curiosa acerca do livro, e a capa aliciou-me mas nunca esperei que o livro estivesse tão bom. Este é um misto de acção e humor. A autora conseguiu que o livro não se tornasse monótono e também que cativasse a imaginação do autor. É certo que a acção decorre na época vitoriana mas é algo diferente da que tradicionalmente imaginamos. Temos invenções interessantes e coisas que ultrapassam a nossa imaginação, mas a autora conseguiu manter o seu nível de realismo ao descrever e deixar-nos entrar neste mundo e aceitar as suas excentricidades como algo natural e já previsível.

Este mundo une a atmosfera Steampunk com a fantasia e a mitologia escocesa criando um novo mundo e um novo estilo. Como primeiro volume, a autora fez um excelente papel a nos apresentar as personagens e o que está em jogo em todos os momentos. Ao contrário do que se passa em muitas trilogias, aqui a autora não deixou todas as perguntas para os próximos volumes, mas conseguiu responder a algumas e deixar o interesse aberto para a continuação da leitura.

Aileana Kameron é a personagem principal e nos é apresentada imediatamente como uma jovem mulher manchada pelos rumores e pelos mexericos, mas também é bem patente que há algo de diferente nela, que a distingue das demais e que ela tenta ocultar de todos e que a move. A sua sede de vingança fez com que ela mudasse e isso é bem patente no primeiro capítulo. Aos poucos e ao longo da evolução da história vamos conhecendo-a melhor e compreendê-la. Aileana possuiu um carácter muito forte e é bastante teimosa. Isso vai ajudá-la bastante.

A par desta forte personagem principal temos várias personagens secundárias que ainda se podem revelar muito importantes ao longo dos próximos volumes. Entre elas temos a Catherine, a melhor amiga de Aileana e que me parece que, para já, serve apenas como comparação entre o que esta personagem era e o que se tornou já que Catherine quase parece um estereótipo às mulheres daquela época. Outro humano que poderá se desenvolver nos próximos volumes será Gavin, o qual ainda permanece um pouco envolto em mistério. Depois temos as fadas permanentes, Derrick e Kirian, entre os quais há uma antipatia e animosidade enormes. O primeiro é um duende que acompanha Aileana e que se vai revelar uma surpresa e quanto a Kirian ainda muito está para descobrir apesar de sabermos que este pertence a uma das espécies de fada mais poderosas.

Segredos serão revelados neste livro, mas o que ainda estará para vir? Aguardo com ansiedade o próximo volume desta trilogia.
Reacções:

1 comentário:

  1. Olá :)

    Acho que esta é das primeiras opiniões que leio acerca desta trilogia. Fiquei curiosa! :)

    Boas viagens
    Rosana
    http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/

    ResponderEliminar