quinta-feira, 10 de abril de 2014

[Opinião] “Cristo Clonado” de J. R. Lankford (Saída de Emergência)

2


Sinopse:

Uma amostra do ADN de Cristo foi roubada do Santo Sudário. E agora um cientista vai clonar o filho de Deus.

Será possível clonar Jesus Cristo a partir do Santo Sudário?

Um policial arrepiante que nunca irá esquecer.
Cristo Clonado é um policial fantástico sobre uma investigação secreta que pode mudar o mundo: a tentativa de clonar Jesus Cristo a partir do Santo Sudário. A chefiar a investigação está o Dr. Félix Rossi, um conceituado cientista obcecado com duas perguntas: será que o tecido do Sudário contém mesmo o sangue de Cristo? E estará o ADN ainda intacto?
Apesar do secretismo da investigação, forças obscuras tentam boicotá-lo e Rossi não tem tempo a perder: terá de encontrar uma mãe para a criança.
Da alta sociedade nova-iorquina aos bares irlandeses, das igrejas de Harlem à catedral de Turim, Cristo Clonado é uma viagem profunda e emocionante que nunca irá esquecer. Fala-nos de laços familiares perdidos, da procura de Deus por um homem, do desejo de uma mulher em ser especial… e de uma inesperada e terna história de amor.

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Data 1ª Edição: 21/03/2014
ISBN: 9789896376253
Nº de Páginas: 384
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa Mole

Opinião:

“Cristo Clonado” conta uma história bastante interessante e aborda um tema muito controverso. A clonagem é um tema muito discutido e cujos entraves e problemas não permitem ainda compreendê-la muito bem e as suas implicações. Sempre houveram rumores que um clone humano andava por aí, mas nunca passou disso.
Neste romance, autora centrou o início da acção no passado. Isso torna-se claro quando uma das personagens viaja no Concorde, um avião que já não cruza os céus na actualidade. O ritmo do livro é lento inicialmente e acelera até à fase do clímax.

Há personagens que adoramos como é o caso da Maggie e do Sam, estes são duas pessoas bastante simples e realistas. Apaixonei-me pelos dois, pela força e decisão que os dois apresentam. Felix, por seu lado irrita-me bastante, ele não me parece muito confiante em si próprio, as suas intervenções são muito ligadas à fé e aos seus dilemas internos, a sua demanda por Cristo, acaba por se tornar demasiado perigosa para quem está perto dele. Brown por seu lado deixa-me intrigada.

Eu li este romance com bastante curiosidade, inicialmente, depois comecei a ficar agarrada na escrita do autor e queria saber mais acerca de cada personagem e o que ia acontecer de seguida, iria o clone sobreviver?

Há momentos de acção tão intensa que me ia esquecer de onde estava nos transportes públicos. É um daqueles que nos fazem pegar e não pousar até ao final, deixando-nos com curiosidade de ler a continuação, apesar de ter ficado triste com uma das opções da autora.

É um thriller viciante que nos leva numa viagem que não queremos abandonar. 

Reacções:

2 comentários:

  1. Olá,

    Bem parece um livro interessante sem duvida, pode não ter um arranque prometedor, mas depois torna-se viciante, muito bem gostei de ler o teu comentário :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Olá Fiacha,
    Obrigada pelo comentário.
    É um livro que surpreende.
    Bjs
    Liliana

    ResponderEliminar