quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

[Opinião] “Merrick” de Anne Rice (Publicações Europa- América)

0


Sinopse:

Neste romance hipnótico, a autora das Crónicas do Vampiro e da saga das Bruxas Mayfair demonstra mais uma vez o seu dom para a criação do mito e da magia. Desta vez ela vai juntar vampiros e bruxaria para criar um ambiente verdadeiramente arrepiante. No centro da história encontra-se Merrick, a «Bruxa de Endor», a bela e misteriosa feiticeira, descendente de uma sociedade mestiça de Nova Orleães familiarizada com as cerimónias de voodoo. Entre os seus ancestrais encontram-se também as grandes Bruxas Mayfair — de quem ela nada conhece senão o poder e a magia que herdou. E a ela junta-se David Talbot — vampiro, herói, aventureiro e contador de histórias, companheiro dos já conhecidos Vampiros Lestat e Louis de Point du Lac. É ele quem vai narrar a lenda de Merrick, uma lenda que nos leva da Nova Orleães do passado e do presente às selvas da Guatemala, das ruínas Maias a civilizações ainda mais antigas e inexploradas. Esta é, assim, uma história cheia de tensão, onde dois seculares poderes ocultos se juntam numa dança de sedução, morte e renascimento.

Ficha Técnica:

Coleção               Obras de Anne Rice
ISBN      5601072618190
Nº Páginas         348
Encadernação   Capa mole

Opinião:

Anne Rice é uma das minhas autoras preferidas e tenho andado a reler as “Crónicas vampíricas”, os livros anteriores já foram criticados aqui no blog.

A autora mostra a sua versatilidade ao longo desta colecção, iniciando a narração através de Luis no “Entrevista com o Vampiro”, passando para a voz de Lestat ao longo de cinco livros, o anterior tem Armand como narrador, e neste é o David Talbot que nos conta os acontecimentos.

Aqui ficamos a conhecer melhor o enigmático ex-chefe da Jesse e amigo de Lestat. Ele relata acontecimentos que se passaram muitos anos antes e eventos actuais. Este livro tem mais acção e é escrito de uma forma mais simples e com uma linguagem mais actual, o que se compreende porque Talbot é um homem do século XX e isso reflete-se neste livro.

Era uma situação inevitável, aquela partida, pois nenhum de nós se sentia capaz de aguentar a companhia de tantos companheiros bebedores de sangue durante muito mais tempo.

Merrick é misteriosa e existe um passado entre ela e o David. A paixão entre os dois é algo um pouco de obsessivo. E isso reflete-se em várias atitudes ao longo da obra. Desde o início temos a sensação que há algo mais que ainda não entendemos bem, tal como o narrador e isso faz-nos ficar agarrados à leitura.


Neste romance a evolução da história é rápida e acção. Um excelente volume, estou ansiosa por ler o próximo.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário