terça-feira, 13 de agosto de 2013

[Opinião] “Guerreiro Psíquico – O Portal Interdimensional de Satamar – Volume 2” de Aníbal Ávila Castro (Chiado Editora)

0




Sinopse:

Aron, Riane e Edor procuram Satamar, a cidade dos Antigos, que segundo a profecia permanece visível e invisível. Procuram o Cristal Telepático e o Guerreiro Psíquico que ajudarão a salvar o pequeno continente Agnar dos invasores.

O caminho secreto para Satamar está escondido e só conseguem sair dele graças à intervenção de Guiliam o Guardião do Portal. Este fica alarmado com a descoberta do segredo e exige saber como o descobriram e como conseguiram percorrer um caminho tão perigoso.

Os companheiros pedem para que um dos guerreiros psíquicos os acompanhe de volta, mas descobrem que estes não podem sair de Satamar. Os companheiros revoltam-se e pedem então que lhes deem o precioso Cristal Telepático, mas são informados que está escondido algures em Agnar. Desiludidos, quando julgavam que a viagem tinha corrido muito mal, descobrem que pode piorar muito. Os vatangs estão a cortar-lhes a retirada junto da entrada do caminho secreto e eles nunca sobreviverão mais de seis meses ao “ambiente” do mundo de Satamar.

Sirita, instrutora chefe do Templo de Larimar, diz-lhes que a única solução é ingressarem no Templo, para ver se conseguem aprender alguma coisa, que lhes permita passar pelos vatangs e encontrar o mapa da localização do Cristal Telepático. Aron fica siderado. Se eles nem estiveram no Templo da Voz da Mente, como podem alguma vez ingressar no templo dos guerreiros psíquicos?


Ficha Técnica:

Autor: Aníbal Ávila Castro
Colecção: Mundo Fantástico
Páginas: 405
Data de publicação: Julho de 2013
Género: Literatura Fantástica
ISBN: 978-989-51-0414-7

Opinião:

O primeiro volume desta coleção já foi criticado aqui no blog anteriormente.

Neste segundo livro acabamos por conhecer melhor as personagens que completam o trio principal. É muito interessante verificar que as falhas de revisão que encontrei no livro anterior não se repetiram neste volume. Este romance tem mais acção e menos momentos mortos. Acaba por se revelar muito superior ao volume anterior.

Neste volume conhecemos melhor as personagens, cada um evolui de forma diferente e se revela como um individuo e também os vemos a unirem-se e formarem uma unidade sólida e unida que enfrenta os desafios que enfrentam. Finalmente compreendemos as imagens das capas.

A história ainda deixa bastantes pontos em aberto, que serão respondidos mais à frente, num próximo título do autor. 

Ainda não se entende muito bem como é aquele mundo, faz falta um mapa para nos situarmos na acção. O autor apostou mais na acção que na descrição e penso que deve é encontrar um meio-termo entre os dois.

Foi um livro que li melhor que o anterior e que me deixou curiosa pelo próximo.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário