quarta-feira, 10 de julho de 2013

[Opinião] “Anjos e Demónios” de Dan Brown (Bertrand Editora)

0


Sinopse

Quando um famoso cientista do CERN é encontrado brutalmente assassinado, o professor de simbologia Robert Langdon é chamado para identificar o estranho símbolo gravado no peito do cientista. A sua conclusão é avassaladora: a marca é de uma antiga Irmandade chamada Iluminatti, supostamente extinta há séculos e inimiga da Igreja Católica. Em Roma, o Colégio dos Cardeais está reunido para eleger um novo Papa quando se apercebe do rapto de quatro cardeais, ao mesmo tempo que a Guarda Suíça é informada de que uma perigosa arma está na Cidade do Vaticano com o propósito de a destruir. Robert Langdon - quem não o conhece? - ajudado desta vez por Victoria Vetra, cientista do CERN, procura desesperadamente a antimatéria no meio das intricadas pistas deixadas pelos Iluminati, lutando contra o tempo para salvar o Vaticano.

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 588
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722520508
Coleção: Grandes Romances

Opinião:

Este livro de Dan Brown é considerado como controverso, especialmente na comunidade científica. Isto porque aborda temas que ainda não passam de teorias no papel. O autor torna-se cada vez mais mediático e divide ainda mais as opiniões. Os leitores tinham as espectativas elevadas para este romance, este livro foi escrito antes do “O Código de Da Vinci” e isso é bem patente. Na minha opinião a história está um pouco mais fraca que anterior. Apesar de ser visualmente mais perturbador que o anterior e com mais violência desde o inicio do romance.

A única personagem que se mantém é o Robert Langton, que nos filmes é protagonizado por Tom Hanks nos filmes, que consegue cumprir todas as exigências do papel. Neste livro a acção ocorre inicialmente no Cern e depois no Vaticano. Acho muito engraçado como o autor torna o personagem principal essencial e como ele acaba por resolver os problemas sempre no último segundo.

Aqui aprendemos mais coisas sobre os illuminati uma sociedade secreta que existiu e cujo objectivo e ideias centrais ainda são muito ligadas à controvérsia.

Para mim, a parte científica parece-me um pouco rebuscada e pouco irreal para os tempos actuais. É um livro com mais acção do que o anterior.


A técnica que o autor utiliza é semelhante à do anterior o que levou à conclusão por parte de muitos críticos que o autor seleccionou um estilo e uma fórmula e manteve-a. A realidade é que Dan Brown ganhou inúmeros fãs por todo o mundo e que lhe são fiéis. Aguardam sempre pelo próximo livro com nervosismo e ansiedade.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário