terça-feira, 23 de abril de 2013

[Opinião] “A Lenda do Vento” de Stephen King (Bertrand Editora)

0



Sinopse:

Em A Lenda do Vento, Stephen King transporta-nos à Terra Média, o território espetacular da saga A Torre Negra.

Roland Deschain, Jake, Susannah, Eddie e Oy enfrentam uma terrível tempestade quando acabam de atravessar o rio Whye e são obrigados a abrigar-se numa cidade há muito abandonada. Embalados pelo brilho das chamas e pelo uivo do vento, os quatro companheiros acompanham o pistoleiro em dois episódios de seu passado. Uma viagem encantadora e assustadora ao mundo de Roland e um testemunho do poder e da magia de Stephen King a contar histórias.

Críticas de imprensa

«Uma lenda fantasmagórica… A capacidade que King tem de nos entreter e desassossegar não pode ser negada. A mestria com que produz choque ou um terror gótico é absolutamente ímpar.»
Independent on Sunday

«Um equilíbrio perfeito: outro excelente exemplo da suprema perícia de King como contador de histórias.»
Daily Express

«Os livros de King têm uma elegância fina que a maior parte dos romancistas nunca atingem em toda a sua carreira.»
SFX Magazine

«Uma aventura que é um puzzle, de ritmo frenético, que acompanha os primeiros anos de Roland Deschain, lobisomens e uma escrita poderosíssima.»
Shortlist

«King é um dos grandes artistas populares do nosso tempo.»
Independent

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 352
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722525619

Opinião:

Eu conheci a obra de Stephen King, ainda era adolescente quando passou na televisão a mini série “A Tempestade do Século” e pouco depois o “Meia noite e um”, gostei bastante e fiquei com curiosidade de ler alguns livros que existiam na Biblioteca municipal e fiquei viciada.

King tem uma forma de escrever que cativa o leitor, não é por acaso que ele é um dos mais vendidos escritores da actualidade. As suas tramas estão repletas de acção e mistério. Neste volume ele leva-nos a um mundo diferente do nosso, imaginamos um mundo baseado no faroeste levado ao seu extremo. O realismo é tal, que entramos na história e não questionamos nada, porque tudo nos parece real.

O livro em si é viciante, e o facto de ser parte de uma saga não me impediu de entender a história, já que no início King faz um pequeno resumo de forma a situar o leitor na história e no mundo. É uma aproximação bastante interessante ao tema do Rei Artur, que gostaria de conhecer melhor, para isso quero ler os outros volumes que a constituem.

Neste volume temos três histórias que se desenvolvem, como uma história dentro de outra, Roland revela-se um excelente orador com talento nato de encantar o leitor. Durante a grande tormenta ele conta o caso do homem sem pele e a lenda do vento. E e cada uma existe um mistério a desvendar.

Todas as personagens que ele cria são interessantes e realistas, que tentam sobreviver num mundo negro e cheio de perigos.

Este é mais um grande volume de um grande autor, que se recomenda vivamente.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário