segunda-feira, 1 de abril de 2013

[Opinião] “80 Dias – A Cor do Desejo” de Vina Jackson (5 Sentidos)

0



Sinopse:


Summer Zahova é uma violinista ardente e impetuosa, que vive uma relação frustrante com um homem que não a compreende. É na música que encontra a sua libertação. Ela passa as tardes nas estações de metro de Londres a tocar violino, perdida nas partituras de Vivaldi e Mendelsshon. Um dia o seu violino sofre um acidente irreparável e Summer recebe uma proposta inesperada de Dominik, professor universitário, um homem atormentado por desejos inconfessáveis que ficou fascinado por Summer quando a ouviu tocar. Dominik oferecer-lhe-á um novo violino na condição de ela tocar para ele em privado.
Incapazes de reprimir a forte atração que sentem, Dominik e Summer embarcam numa aventura intensa e ousada. Para Summer é a oportunidade de se confrontar com o seu lado mais sombrio, no entanto, cedo se apercebe de que o prazer tem um preço elevado. Mas poderá uma relação nascida de uma tal paixão sobreviver?
Este primeiro volume da série 80 DIAS, de Vina Jackson, é um romance irresistível e um deleite para os sentidos.

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 264
Editor: 5 Sentidos
ISBN: 978-989-745-000-6

Opinião:

80 dias – A Cor do Desejo” é um livro erótico em toda a sua essência, abordando temas como orgias e masoquismo, tem todo um leque de cenas quentes e descritas por Vina Jackson de uma forma crua e dura não se poupando na linguagem, nem com o facto de puder ferir susceptibilidades de quem lê pela primeira vez este tipo de livros. Pelo que me leva a concluir que este não é um romance para estreantes mas sim para leitores veteranos e amantes deste tema do erotismo. Este é o primeiro volume de uma saga, deixando em aberto muitas questões que prendem o leitor e o deixam ansioso para o próximo volume.
Nunca li um livro neste registo de erótico, o que para mim foi uma surpresa, portanto enquadro-me nos leitores estreantes.
As personagens principais  que Vina criou estão envoltas num véu de mistério que aos poucos se vai levantando e revelando o lado mais negro de cada uma delas. Summer acaba por se afastar dos seus amigos e entrar num mundo cruel por acidente e não sabe como sair deste ou mesmo se quer sair. Uma violinista prendada, aceita o convite de Dominik, o qual é misterioso e a aborda com uma proposta aliciante. Os dois acabam por cair numa “rede” de sexo e escravos sexuais. Será que Summer consegue reagir e sair das teias que a prendem?
Também achei que a Summer era bastante auto-destrutiva, pois acabou por cair naquele ciclo vicioso e nunca tentou sair, deixando-se levar pela maré por assim dizer. Em muito influenciada pela sua amiga, detestável, Charlotte. Toda a submissão a que ela se submete e todas as situações em que se encontra são cada vez mais degradantes e ela reage como um drogado que pede por mais. Ela é uma pessoa que não revela personalidade nem vontade própria, o seu amor-próprio é inexistente.
Dominik é ainda um homem que não entrou nesse mundo completamente, e por isso ainda tem alguma sensibilidade, que a vai perdendo. Ao contrário deste Victor é um homem  frio e calculista cujo único interesse é a posse e o dinheiro, vendendo tempo com as suas escravas sexuais, as quais verga e domina ao ponto de não serem mais do que bonecas.
80 dias” aborda temas que são muitas vezes considerados Tabu na sociedade actual, como é o caso do Swing, orgias, ou mesmo de dominadores. 
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário