domingo, 29 de abril de 2018

[Opinião] "Reino de Feras" de Gin Phillips (Suma de Letras)

0

Sinopse:

Lincoln é um bom menino. Aos quatro anos, é curioso, inteligente e bem-comportado. Lincoln faz o que a mãe diz e sabe quais são as regras.

«As regras hoje são diferentes. As regras são que temos de nos esconder e não deixar que o homem da pistola nos encontre.»

Quando um dia comum no Jardim Zoológico se transfoma num pesadelo, Joan fica presa com o seu querido filho. tem de reunir todas as suas forças, encontrar a coragem oculta e proteger Lincoln a todo o custo - mesmo que isso signifique cruzar a linha entre o certo e o errado, entre a humanidade e o instinto animal.

É uma linha que nenhum de nós jamais sonharia cruzar.

Mas, por vezes, as regras são diferentes.


Um passeio de emoção magistral e uma exploração da maternidade em si - desde os ternos momentos de graça até ao poder selvagem. Reino de Feras questiona onde se encontra o limite entre o instinto animal para sobreviver e o dever humano de proteger os outros. Por quem deve uma mãe arriscar a sua vida?

Ficha Técnica:

ISBN: 9789896655259
Edição ou reimpressão: 01-2018
Editor: Suma de Letras
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 228 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 272
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller

Opinião:

Até que limites uma mãe iria para proteger um filho? Esta é a premissa deste livro. A ligação entre as duas personagens principais é levada ao limite e explorada pela autora. Lincoln confia plenamente na mãe e a relação dos dois é muito próxima.

Este thriller acaba por ter um compasso mais lento do que os que habitualmente leio, muito derivado por não estarmos a compreender o que se passa, porque só ao longo da trama é que vamos compreendendo o que se passa, isto por outro lado acaba por nos permitir sentir uma maior empatia com as personagens.

Tudo começa com a habitual visita ao jardim zoológico de Joan e Lincoln. Esta sempre o levava lá, naquele dia da semana. Perto da hora do fecho Joan decide sair de lá a caminho de casa, mas rapidamente se apercebe que há algo de errado, o seu instinto só a manda correr, fugir para longe, retroceder. Tudo lhe diz para ficar calada, em silêncio, sem fazer qualquer barulho.

Ao longo da história vamos vendo coisas horríveis que nunca imaginamos que seriam possíveis acontecer. Faz-nos pensar em como reagiríamos se estivéssemos na mesma situação.

Admirei a força de Joan e como esta se comportou ao longo da trama para tentar salvar o seu filho. Um romance interessante e que nos mostra a condição humana.




LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário