terça-feira, 28 de abril de 2015

[Opinião] "O ano mais Estúpido do meu irmão mais novo - Volume 3" de Miguel Morais (Porto Editora)

0



Sinopse:

Olá, eu sou o Miguel, e este é o diário do palerma do meu irmão mais novo! Nele vais poder ler os seus enormes disparates, em casa e na escola, esgotando a paciência à família e à professora. Tirando a adoração que tem pelo futebol, seja na PlayStation ou com caneladas a sério, tudo lhe faz confusão e o empurra para um conjunto de trapalhadas, não havendo limites para tamanha estupidez. Até mesmo a Francisca, a miúda por quem ele se apaixonou, quer distância da sua cabeça oca! Mas nem isso ele consegue perceber…


Olá, eu sou o Gonzo! Posso não ter a inteligência do meu irmão mais velho, mas isso não me impede de curtir a vida. Neste livro, acompanha-me no regresso às aulas (que seca!), logo a seguir à viagem que fiz à ilha da Madeira, onde pude visitar o museu do Cristiano Ronaldo! Vê como melhorei a minha capacidade de contar anedotas e como me diverti a fazer vídeos com a minha câmara de filmar, para depois os colocar na Internet. Não percas também a chegada à turma do meu primeiro colega estrangeiro e toda a alegria em volta da época natalícia, que, mais do que uma festa de gulodice, se transformou num momento muito especial entre mim e a Francisca!

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 160
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-72780-0
Coleção: O Ano Mais Estúpido do Meu Irmão Mais Novo

Idioma: Português

Opinião:

Este e o terceiro e derradeiro volume da colecção que nos apresentou o Gonzo, chegou portanto o momento do balanço da leitura e dos três livros. Não me quero repetir em relação ao que já referi anteriormente e portanto vou fazer um apanhado geral e conclusões.

Quem já leu os outros volumes, já conhece o Gonzo e com o que ele escreve no seu diário. Por vezes é totalmente absurdo mas é sempre muito divertido de ler. Neste terceiro volume, ele nos vai surpreender pela positiva e acabamos por desmontar muitas das nossas ideias pré-concebidas. Achei muito interessante esta visão do personagem e acho que o autor nos fecha com chave de ouro, não concluindo todos os assuntos porque a vida é muito mais do que aquele ano.

Quando escrevemos um livro em que o humor seja o centro de toda a trama é bastante complicado manter o ritmo e conseguir surpreender o leitor. Quando se trata de três livros o problema ainda é mais complicado, como é que se consegue escrever mais sem se repetir nem sequer desapontar os leitores? Este é um obstáculo muito pertinente e muito importante para provar a qualidade do autor. E Miguel Morais conseguiu cumprir o que "prometeu" aos seus leitores e os três volumes são uma delícia de se ler.

O final em aberto deixa-nos com a sensação de que um dia o autor nos poderá voltar a mostrar algumas tropelias  que o Gonzo ainda pode fazer.


LilianaNovais



Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário