quarta-feira, 11 de março de 2015

[Opinião] "Quatro" de Veronica Roth (Porto Editora)

0




Sinopse:

Dois anos antes de Beatrice Prior ter feito a sua escolha, o filho de 16 anos do líder dos Abnegados fez o mesmo. A transferência de Tobias para os Intrépidos é a última oportunidade para um recomeço. Na nova fação não será conhecido pelo nome que os pais lhe deram, pois não permitirá que o medo o reduza a uma criatura indefesa.

Agora conhecido como "Quatro", Tobias depressa descobre que os Intrépidos foram a opção certa. No entanto, a Iniciação é apenas o começo, pois Quatro terá de conquistar o seu lugar na hierarquia da nova fação. As suas decisões afetarão futuros Iniciados, além de deixarem a descoberto segredos que poderão ameaçar o seu próprio futuro - e o futuro de todo o sistema de fações.

Dois anos depois, Quatro quer intervir, mas hesita no caminho a seguir. A primeira pessoa a saltar para a rede pode mudar tudo. Com ela, a solução para mudar o mundo pode tornar-se mais clara. Com ela, ser simplesmente Tobias volta a ser uma possibilidade.

Para os fãs da saga Divergente, pela autora bestseller do New York Times Veronica Roth, surge Quatro, um volume complementar que inclui quatro novas histórias anteriores à narrativa principal e três cenas exclusivas de Divergente - todas contadas do ponto de vista de Tobias Eaton.

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 208
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04725-0

Opinião:

Os fãs da trilogia Divergente estavam ansiosos pela chegada de "Quatro", em que Veronica Roth conta alguns dos eventos ocorridos na saga e que também a precedem segundo o ponto de vista do Tobias.

Em "Quatro" vamos conhecer melhor a história deste personagem que nos parece tão enigmático nos livros que pertencem à trilogia e que muito ficou por compreender acerca deste e de como ele foi parar àquele lugar onde ele não pertencia e acabou por conseguir singrar e ser conhecido por todos e também temido.

Ao ler estas páginas compreendi a afirmação da autora em que o Tobias não servia para ser a personagem principal da trilogia, este personagem não podia transmitir o que a Tris transmitiu aos leitores e seria mais difícil de sentirmos empatia com este personagem.

Em "Quatro"  vamos conhecer mais em pormenor o passado de Tobias e como ele se tornou naquele homem e o seu percurso até àquele lugar e à posição que chegou. Vamos compreender melhor a sua relação com o pau e também vamos ler as suas primeiras impressões acerca da Tris e de alguns dos momentos mais importantes da trilogia.

O meu conto preferido do livro é o "O Filho" acho que nesta parte Veronica Roth foi explorar o lado mais humano desta personagem e das suas relações familiares, com o pai e a mãe. Aqui conseguimos compreender melhor o dilema interno desta personagem e como toma as decisões que já nos são tão conhecidas da saga.

Achei bastante interessante ler este livro, é uma nova perspectiva da história e aqui a autora mostra-nos as personagens e as suas atitudes mantêm-se consistentes com o resto da trilogia e portanto isso é um grande ponto positivo para os fãs desta saga. Mas, por outro lado, fiquei com um sentimento de nostalgia quando o li porque revi as personagens pelas quais me apaixonei nos outros livros e sinto que este foi como um fechar do ciclo e estes vão deixar saudades.

LilianaNovais

Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário