segunda-feira, 24 de novembro de 2014

[Opinião] “Quando o Ódio Matar” de Carina Bergfeldt (Planeta)

1



Sinopse:

Um thriller que rompe com os estereótipos do género. Finalmente um sopro de ar fresco neste género!

Com grande minúcia, uma mulher planeia a morte da pessoa que converteu a sua vida num inferno, o pai. Uma nota no frigorífico com as palavras: «Matar o papá» recorda-lhe qual o motor que impulsiona agora a sua vida. Enquanto o plano parricida avança, é encontrado o cadáver de uma mulher num lago da cidade de Skövde; tudo aponta para uma morte violenta. A inspectora Anna Eiler trabalha no caso, mas não é a única: duas jornalistas locais, realizam a sua própria investigação.

As três têm razões pessoais para resolver o assassínio, as três escondem algo, mas só uma delas é capaz de preparar a sangue-frio um crime mais atroz do que aquele que pretende resolver. Não conseguirá parar de ler até descobrir de qual das três se trata!

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 384
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575199

Opinião:

O thriller é um estilo que tem crescido ao longo dos últimos anos. Temos visto, recentemente um aumento na produção e edição de livros desta área da literatura, tendo sido, principalmente, na literatura nórdica que se encontram alguns desses nomes mais recentes. E têm conquistado o mercado português.

Já há algum tempo que não lia um thriller tão intenso e que nos vai deixar agarrados desde a primeira página e que nos vai fazer ponderar todos os aspectos e nos tirar o tapete muitas vezes.

“Quando o Ódio Matar” é um romance no qual podemos considerar ter duas tramas centrais que estão relacionadas uma com a outra, se bem que indirectamente, uma das personagens está envolvida nas duas mas não sabemos quem é. E esse é um dos mistérios deste livro. Dentro deste género literário é um livro que se enquadra perfeitamente e que vai deixar os leitores interessados. Mas na minha opinião é um livro muito pesado e que no início torna-se muito fácil para o leitor se perder na narrativa uma vez que tem muitas personagens e isso pode dificultar a leitura e compreensão iniciais do mesmo. Dificultando, assim, ao leitor o mergulhar na história.

O que nós podemos concluir logo da personagem mistério é que está é bastante metódico e gosta de programar as coisas com premonição e atenção ao pormenor. É uma personagem muito revoltada e que se sente acima de tudo muito só.

Quanto ao caso da mulher assassinada, penso que podia estar melhor, já que se perde um pouco do fio condutor da história por vezes e que há algo que nos escapa em relação a essa parte do livro.

O final, esse, é surpreendente em ambas as histórias. E vai deixar o leitor boquiaberto.

Este foi um livro que demorei algum tempo a ler devido à sua intensidade e trama. é um livro no qual é bastante difícil de fazer previsões acerca do que vai acontecer.
Reacções:

1 comentário:

  1. Eu adoro livros intensos, difíceis, gostei bastante da sinopse e da sua resenha
    Eu quero esse livro, acho que vou gostar bastante da leitura!


    http://www.estandybooks.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar