domingo, 21 de setembro de 2014

[Opinião] “A Ascensão do Nove” de Pittacus Lore (Editorial Presença)

0


Sinopse:

Neste terceiro volume da série juvenil iniciada com o título Sou o Número Quatro, a história é retomada a partir do ponto em que termina O Poder de Seis. Das nove crianças que conseguiram escapar à destruição do seu planeta de origem, Lorien, pelos cruéis Mogadorianos restam apenas seis. Estas crianças são os Garde, que se refugiaram na Terra em diversos continentes. À medida que crescem e desenvolvem poderes especiais, ou Legados, vão sendo preparados para um confronto final com os seus inimigos. Para conseguirem salvar o seu mundo e o nosso, têm de se reunir porque só juntos são suficientemente poderosos para enfrentar os seus inimigos. Mas entretanto, mais uma menina conseguiu escapar de Lorien…

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 368
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722353632
Coleção: Noites Claras

Opinião:

“AAscensão do Nove” é o terceiro livro de uma série escrita por uma dupla de escritores que escrevem sob o pseudónimo Pittacus Lore, li os três livros de seguida pois tinha visto o filme que adaptou o primeiro livro ao cinema e tinha gostado, quando vi no site da presença que ia sair o terceiro volume a curiosidade levou a melhor de mim e arranjei, emprestados, os anteriores para conseguir compreender este livro.

Vou começar por falar da saga em geral dos três livros. Como li os três de seguida tinha a história fresca na minha cabeça e isso permitiu-me seguir mais facilmente o que acontecia no livro. O desafio de se escrever uma saga e torná-la convincente é mesmo o conseguir que de um livro para o outro não hajam saltos temporais e que tudo seja fluido e natural. Como se o tempo que se passou entre a escrita dos dois livros não tivesse acontecido e as pessoas se sentissem novamente mergulhadas naquele universo e devo dizer que este livro consegue fazer isso. Permite-nos ler de seguida e parecer-nos que estamos no mesmo momento e sem qualquer interferência. Há uma enorme uniformidade entre livros.

A história evolui de uma forma rápida e lógica. As personagens, apesar de alienigenas têm características muito aproximadas dos humanos.

Neste volume, novas personagens surgem, outras desaparecem e acabamos por descobrir coisas novas que estavam escondidas e ficamos com novas informações acerca de cada personagem.

Gostei particularmente do livro ser escrito dos vários pontos de vista das personagens principais, o que nos permite compreender o que se passa em cada momento.da história.

Inicialmente parece-me que todas as personagens andam um pouco perdidas e a tentar encontrar um rumo e é apenas neste volume que eles conseguem começar a organizar-se e a encontrar um rumo e um objectivo a atingir.

A personagem que mais gosto de todo o livro é a Seis, eu acho que ela demonstra uma grande força e altruísmo neste volume que já tinha demonstrado anteriormente. Quanto a John Smith, este parece-me o típico adolescente que ainda anda à procura de um caminho e do seu sentido no mundo.



Os dois autores conseguirarm criar uma saga muito interessante e que desperta a curiosidade dos leitores e ansiedade pela chegada do próximo volume.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário