domingo, 2 de fevereiro de 2014

[Opinião] "Tenho o Teu Número" de Sophie Kinsella (Quinta-Essência)

0


Sinopse:

Dez dias antes do casamento, Poppy perde o anel de noivado. Desesperada, Poppy começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda e alguém lhe arranca o telemóvel da mão! Também o roubaram! Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto contínua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o novo proprietário do telefone. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, mas às vezes Poppy responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se contém. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava.

Ficha Técnica:

Ano da Edição: 2014
Número Páginas: 420
ISBN: 9789897260988
Editora: Quinta-essência

Opinião:

"Tenho o Teu Número" é o primeiro romance que leio desta autora. É muito interessante e principalmente divertido, houveram momentos que me fizeram rir à gargalhada. A ideia central deste romance esta bastante interessante. Quem nunca encontrou coisas novas que pessoas perderam ou deitaram fora, e quem nunca perdeu nada que significasse muito e depois movesse mundos para o reaver. Este é o tema central desta história e a abordagem que a autora lhe deu é sem dúvida original.

As vidas das duas personagens principais cruzam-se num momento muito importante destas e de uma forma inesperada. Ambom tentam solucionar coisas e no meio da confusão tornam-se amigos e o apoio um do outro nos momentos de crise.

Poppy e Sam não podiam ser mais diferentes. Sam é um homem de negócios responsável por uma grande empresa, e um pouco frio como o mundo empresarial impõe. Por seu lado Poppy, é calorosa, cheia de vida e extremamente extrovertida. Os dois vão evoluir ao longo da história graças às influências do outro. A relação dos dois vai evoluir de uma forma gradual e aos poucos desejamos secretamente que ela abandone o noivo perfeito pelo homem cheio de imperfeições e portanto muito mais real e divertido. Honestamente, para mim o Magnum era demasiado aborrecido e sem interesse.

Sophie criou uma história que vai mais além do romance pois também aborda corrupção e tentativas de difamação. A forma da autora escrever é simples, desprendida e repleta de humor, dando ao livro uma conotação leve e facilidade de leitura.


Este é um livro que se lê facilmente e que deixa o leitor viciado na história.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário