segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

[Opinião] “Belladonna” de Anne Bishop (Saída de Emergência)

2


Sinopse:

Bem-vindos a Efémera, onde a terra se altera em resposta aos mais profundos desejos e medos dos seus habitantes.

Há muito tempo, Efémera foi dividida em inúmeras paisagens mágicas ligadas somente por pontes. Pontes que podem levar quem as atravessa para onde realmente pertence e não ao local onde pretende chegar. Uma a uma, as paisagens de Efémera estão a cair na sombra. O Devorador do Mundo está a espalhar a sua influência, manchando as almas das pessoas com dúvida e medo, alimentando-se das suas emoções mais negras. A cada vitória o Devorador aproxima-se da conquistafinal. Apenas Glorianna Belladonna possui a habilidade defrustrar os planos do Devorador. Mas os seus poderes foram mal interpretados e incompreendidos. Determinada a proteger as terras sob o seu domínio, Glorianna defrontará o Devorador sozinha se assim estiver no seu destino.

Ficha Técnica:

Chancela: Saída de Emergência
Coleção: BANG
Saga/Série: Mundo Efémera
Data 1ª Edição: 18/05/2009
ISBN: 9789896370961
Nº de Páginas: 384
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa mole

Opinião:

Após ter lido o “Sebastian” não consegui resistir e tive de ler o mais depressa que consegui. Tinha curiosidade em saber como é que a história terminava e se o Ente seria destruído e como o seria. Anne Bishop cria personagens femininas muito fortes, já o tinha feito anteriormente no Universo das Joias Negras. Aqui Belladona é retratada como uma figura imponente, sensual e temida por todos. Quando entra na sala ela domina tudo e todos notam a sua presença. Isso influencia a sua própria vida e ela é solitária e vive apenas para as suas paisagens e para a sua família. Mas, Belladona sente a falta de algo mais que a complete.

À parte desta história com as personagens que já conhecemos do volume anterior, temos a história de dois irmãos que não sabem o que são e que vivem na parte menos fragmentada de Efémera e que desconhecem a existência das paisagistas e de toda a natureza daquele Universo.

As duas histórias vão-se entrelaçar quando uma tragédia ocorre. Neste volume o ente vagueia pelas paisagens, alimentando-se e aterrorizando, a cada página que passa torna-se mais forte e começamos a temer que ninguém o consiga parar.

As histórias antigas podem conter a solução mas é necessário que as personagens ignorem os seus desejos interiores e que sejam altruístas.

Acabamos por ter um final surpreendente.


Um segundo Universo de Anne Bishop que adorei mas que ainda tem muito para ser explorado.
Reacções:

2 comentários:

  1. Olá,

    Gosto muito da Bishop li o primeiro livro deste novo trabalho da escritora, mas onde penso que ela se destaca é no universo dos sangue :)

    Ainda assim não deixou de estar bem, a ver se um dia ainda leio este livro :D

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá Fiacha,
    Obrigada pelo comentário.
    Penso que este Universo ainda tem muito por explorar, enquanto que o das Joias Negras já foi mais trabalhado pela autora.
    Boas festas

    ResponderEliminar