sábado, 30 de novembro de 2013

[Opinião] “Crepúsculo de Natal” de Christine Feehan (Saída de Emergência)

1


Sinopse:

Christine Feehan é a rainha da história do amor sobrenatural.

A romancista bestseller Kate Drake é uma de sete irmãs dotadas de poderes misteriosos. Ao regressar a casa para o desfile anual de Natal da sua cidade do norte da Califórnia, Kate entra no espírito da época e decide abrir uma livraria num histórico moinho encantador mas em ruínas. O condecorado e ex-Ranger Matt Granite, actualmente constructor local, não se importa de trabalhar na casa inegavelmente estranha ? não se isso significar ficar por perto de Kate. Existe algo nesta mulher calma e sensual que o atrai profundamente. Assim que um sismo fende os alicerces do moinho e revela uma cripta, Kate sente que algum segredo com centenas de anos acabou de ser libertado… e que veio para a perseguir. Apesar de Matt prometer protegê-la dia e noite, Kate sabe que terá de convocar todas as suas forças e as das suas irmãs para lutar contra a escuridão que ameaça destruir tanto o Natal como o dom da paixão ardente que o herói da sua cidade natal quer que ela preserve para sempre…

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Saga/Série: Saga Irmãs Drake  Nº: 2
Data 1ª Edição: 24/10/2011
ISBN: 9789896373658
Nº de Páginas: 240
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa mole

Opinião:

Uma a uma as irmãs Drake se vão apaixonar e os seus destinos selar. Desta vez é a Kate o centro da história, romancista e sensível, ela apaixona-me pelo antigo amigo da escola e ex-ranger Matt Grantite.

O livro está repleto de momentos hilariantes desde o primeiro momento, o que torna o livro emocionante e viciante. A relação entre os dois personagens é muito intensa e isso deve-se à situação e que os dois se encontram. Apesar de Kate ser bastante independente acaba por necessitar de Matt para a proteger de algo sobrenatural devido ao facto de ficar muito fraca sempre que usa os poderes. Por vezes repete um pouco certas coisas, como a história do chapéu de Jonas que é sempre vítima de Hannah. Isto pode ser uma tentativa de dar mais realismo à relação das irmãs com Jonas, mas por vezes falha.

Por seu lado a história do fantasma acaba por se tornar algo de estranho por vezes, como surge, a forma como actua. Mas acaba por justificar a relação entre as duas personagens.

As descrições da relação física e íntima entre os dois personagens principais são intensas e repletas de sensualidade.


É um livro para quem gosta de romance sobrenatural mais incidente na relação entre as personagens.
Reacções:

1 comentário:

  1. Ois,

    Bem agora até pensei que estava a comentar em duplicado, vejo que leste dois de seguida :D

    Não faz bem o meu género embora já tenha lido bons livros como a saga da Patrícia Briggs e pelo que percebo o seguinte é melhor ;)

    Bjs e bom fim de semana :D

    ResponderEliminar