sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Novidade Infantil Porto Editora

0

Título: As Canções do Alfa
Autor: Luísa Ducla Soares
Págs.: 32
Capa: dura
PVP: 9,90 €

As canções que Luísa Ducla Soares, autora de 130 livros infantis, escreveu para o Alfa – uma personagem com a qual mais de 150 mil crianças portuguesas convivem diariamente – estão agora reunidas em As Canções do Alfa, um livro que a Porto Editora acaba de publicar, juntamente com um CD.
Esta obra oferece uma forma divertida e original de aprender as letras,  os números e as formas geométricas. Com ela, crianças dos 4 aos 6 anos podem ler e ouvir os poemas ou acompanhar a leitura com a música.
As Canções do Alfa é um livro que estimula a leitura, o canto e a dança, de forma divertida.

O ALFA
O Alfa é o protagonista de um projeto inovador criado pela Porto Editora, em 2009, para o 1.º Ciclo do Ensino Básico. A simpática personagem amarela é um extraterrestre, nascido no planeta Maquineta, que chegou à Terra para aprender, ajudar a aprender e fazer amigos. Hoje, dá cara a manuais escolares e livros de apoio para o 1.º Ciclo e, mais recentemente, para a educação pré-escolar. Atualmente, são cerca de cento e cinquenta mil as crianças que diariamente lidam com o Alfa. Os professores reconhecem a qualidade pedagógica do projeto e destacam frequentemente a importância do respetivo cariz lúdico. As atividades e passatempos educativos levados a cabo nas escolas tiveram impacto imediato e o sucesso começou a sentir-se também noutros contextos. No Facebook, o Alfa rapidamente atingiu quarenta e oito mil seguidores, entre pais, professores, educadores e, claro, crianças. Depois do êxito em contexto escolar, o projeto despertou o interesse de outras áreas. O crescimento do Alfa foi acompanhado pelo lançamento de novos livros de histórias e de atividades e ainda de material escolar.

Sobre a autora:
Nascida em Lisboa e licenciada em Filologia Germânica, dedica-se especialmente à literatura infantojuvenil como autora, estudiosa, divulgadora.
Tendo sido jornalista, adjunta do Ministério da Educação e trabalhando 30 anos na Biblioteca Nacional, tem realizado numerosas sessões de incentivo à leitura e conferências em escolas, bibliotecas, universidades. Autora de 130 livros, recusou, por motivos políticos, o Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho e foi por duas vezes galardoada pela Fundação Calouste Gulbenkian, uma delas pelo conjunto da sua obra.

Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário