terça-feira, 10 de setembro de 2013

[Opinião] “Dragões de um Alvorecer de Primavera” de Margaret Weis e Tracy Hickman (Saída de Emergência)

1


Sinopse:

Prepare-se para conhecer Dragonlance, o clássico da fantasia que influenciou gerações de leitores com um novo mundo cheio de paixão e aventura.

Krynn prepara-se para a batalha decisiva contra os servos de Takhisis, a rainha das Trevas. Os nossos companheiros têm em seu poder as misteriosas e mágicas orbes e lança de dragão, mas será isso o suficiente para resistirem às forças da escuridão?

Uma batalha ainda maior encontra-se por travar no coração de cada um dos heróis. Tanis está dividido entre a perigosa Kitiara e o amor incondicional de Laurana. Raistlin prossegue a sua demanda por mais conhecimento e poder entre os magos de Krynn, mas o preço a pagar é elevado e poderá não sobreviver. Saberá Caramon, o seu irmão, até onde vai a ambição de Raistlin? Tasslehoff aprende, pela primeira vez, a sentir medo pelos seus amigos.

Com o alvorecer, novos segredos e traições, mas também grande coragem e sacrifício, serão revelados. Os deuses são testemunhas de que nada voltará a ser o mesmo em Krynn.

Ficha Técnica:

Chancela: Saida de Emergência
Coleção: BANG
Saga/Série: As Crónicas de Dragonlance  Nº: 3
Data 1ª Edição: 06/09/2013
ISBN: 9789896375539
Nº de Páginas: 384
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa Mole

Opinião:

E finalmente o terceiro volume das crónicas de Dragonlance saiu. Os dois primeiros volumes já foram criticados anteriormente aqui no Blog. O primeiro “Dragões de um crepúsculo de Outono” está aqui, o segundo “Dragões de uma noite de Inverno”, tem a sua crítica aqui.

Neste volume chegamos ao final da Guerra que se iniciou no primeiro volume. É o derradeiro livro e muitas das nossas questões serão respondidas. Acabamos por ser surpreendidos e desejosos por saber mais. Esta crónica é viciante e que não nos deixa respirar nem nos dá um minuto de sossego. Este volume tal como os anteriores está repleto de acção e de momentos altos.

Neste volume final os caracteres das várias personagens definem-se definitivamente e cada um deles tem que provar do que é capaz e o cumprirem o seu destino, acabando por algumas delas nos surpreender ainda mais do que o volume anterior. É neste que acompanhamos o reencontro entre o grupo de amigo, e há mais mortes ao longo deste volume que nos vão deixar um pouco tristes.

Ao longo destes três volumes a minha personagem preferida sempre foi Tas, eu sei que este não é o herói tradicional, mas o kender acaba por sempre arranjar forma de ajudar os seus amigos e mesmo salva-lhes a vida repetidas vezes. No ultimo livro, continua a meter-se me trabalhos e a ajudar os amigos sempre que pode. É no final deste volume que partes do sonho do segundo volume se começam a realizar e acabamos por contextualizar as coisas.

Conhecemos uma nova raça de elfos ainda mais esguia que as outras, e igualmente altiva.

Laurana surpreende ainda mais, apesar de não ter um destaque tão grande neste volume, em alguns momentos chave ela está à altura e finalmente é colocada numa posição de destaque na sociedade e torna-se motivo de orgulho. Silvara regressa com uma história negra e junta-se à revolta.

É também neste volume que conhecemos a infame Rainha das Trevas, e quem é Fizban.

Os momentos de humor mantém-se, sendo que, neste volume, são mais raros porque é o livro mais negro dos três.


Esta é uma saga que se recomenda vivamente e que os autores em momento algum desiludem os leitores.
Reacções:

1 comentário:

  1. Olá,

    estou mesmo a acabar o livro, sem duvida o mais negro e que raio se foram meter mesmo na boca do lobo ? Espero que se safem espero :D

    Li muito por alto mas é rastling de longe a melhor personagem do enredo e gostei de conhecer a sua história sem duvida e deixa tudo aberto para uma nova saga, afinal a magia é o melhor que a saga tem :D

    Estou a gostar dos vilões e acima de tudo do grande ritmo do livro ;)

    Bjs

    ResponderEliminar