sexta-feira, 7 de junho de 2013

[Opinião] “Todos os teus beijos” de Laura Lee Guhrke (Quinta-Essência)

0


Sinopse:

Todos conhecem Dylan Moore — o seu brilhante talento e a sua busca pelo prazer — mas ninguém sabe o tormento que esconde. Apenas uma mulher se apercebe da força que impele a alma de Dylan, uma mulher que o persegue em sonhos e desperta nele paixões que nenhuma outra despertou. 
Desgraçada e agora muito pobre, Grace Cheval nada quer ter com o sedutor que a deseja. Quando Dylan lhe oferece o emprego de preceptora para a filha que há pouco encontrou, sabe que as suas intenções não são honradas. Porém, é-lhe difícil resistir a este homem tão carismático e devolve-lhe os beijos apaixonados com todo o ardor. Atrever-se-á Dylan a esperar que esta beldade orgulhosa e intrépida derreta o gelo que envolve o seu coração?

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 336
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897260612

Opinião:

“Todos os Teus Beijos” é um romance histórico escrito com mestria por Laura Lee Gurhke. Ela criou uma história que vicia o leitor desde a primeira página. Acompanhamos as aventuras e desventuras de Grace e de Dylan, que gravitam um em torno do outro durante todo o romance.

Dylan é um homem vivido e atormentado. Apesar de toda  a sua vida de excessos e diversas mulheres, ele é extremamente infeliz. Ele tem um problema de saúde que o leva à beira do precipício e é nesta altura que ele conhece Grace. Ela salva-lhe literalmente a vida e ele acaba obcecado por ela.

“Era isso que tornava Dylan Moore tão perigoso para as mulheres. Os seus olhos escuros e profundos e o seu sorriso pecaminoso eram a promessa embriagadora de que, quando estavam com ele, a vida seria sempre jovem”

Os vários precalsos e situações em que os dois se envolvem são hilariantes e viciam os leitores que querem saber o que vai acontecer de seguida e se finalmente vão ficar juntos no final.

Laura Lee Guhrke, mostra, neste romance, a sua excelência enquanto escritora de romances históricos. Ela descreve com cuidado o ambiente e transporta o leitor para aquele tempo envolvendo-o na trama e na acção com subtileza.  Acabamos por nos ver a passear pelas ruas de Londres, repletas de carruagens e de pessoas que vivem das aparências e de reputações.


É um livro que agarra o leitor desde a primeira página e que nos deixa viciados na trama e nas personagens. Quando chegamos ao final, ficamos tristes por ter de abandonar as personagens. 
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário