domingo, 5 de maio de 2013

[Opinião] “O Circulo” de Nádia Candeias (Chiado Editora)

0



Sinopse:

Miranda nunca acreditou em magia. Ao contrário da sua melhor amiga Bianca que estava quase sempre na floresta à procura de criaturas mágicas. Mas uma noite, Bianca desaparece e Miranda decide ir à sua procura. Vai ter de se aventurar por um mundo cheio de fantasia e cheio de criaturas com as quais nunca tinha sonhado. Terá de se embrenhar por florestas e sítios desconhecidos para descobrir o que aconteceu à sua amiga e para descobrir que forças das trevas a tentarão derrubar a qualquer custo.

Ficha Técnica:

Colecção: Viagens Na Ficção
Páginas: 179
Data de publicação: Fevereiro de 2013
Género: Ficção
ISBN: 978-989-697-947-8

Opinião:

Este livro suscitou o meu interesse pela sua sinopse. Qual de nós, quando eramos mais novos, não sonhava com um mundo fantástico onde vivem as fadas e outras criaturas mágicas?

Como é um livro de uma autora portuguesa fiquei ainda mais curiosa. O fantástico português é um tema um pouco desconhecido do púbico em geral.

Por onde começar?

Este livro é bastante pequeno, ao contrário da grande maioria dos livros deste tema. Isto não retira nada ao romance, este desenvolve-se de uma forma rápida e com bastante acção, se bem que algumas partes poderiam ter sido melhor exploradas, com mais detalhes. O ritmo inicial estava bom, mas depois começou a acelerar.

As personagens que Nádia criou são bastante realistas, Miranda é a típica adolescente que já não acredita em contos de fadas e a sua amiga, Bianca, é o seu oposto em tudo quer psicológica, quer fisicamente. Quando esta desaparece, Miranda vai à sua procura acabando por entrar no mundo das fadas. Neste, ela encontra vários seres, a diversidade é tanta que demoraria imensas páginas para conhecer tudo, o que abona a favor da imaginação da autora. As fadas têm curiosidade acerca dos humanos mas temem-nos, é de realçar a semelhança que têm com estes sentem ódio, amor, raiva, paixão, indiferença, uma panóplia de sentimentos semelhantes aos nossos.

O final do livro é interessante, se bem que se nota que foi um pouco apressado. A autora deixa várias questões em aberto, o que pode indicar um segundo volume. Seria muito interessante voltar a viajar até àquele mundo, onde ainda muito ficou por dizer.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário