quinta-feira, 18 de abril de 2013

[Opinião] “Flint – O Cão que Mudou a minha vida” de Stanley Coren (Matéria-Prima Edições)

0



Sinopse:

No Natal, aquela que viria a tornar-se minha mulher comprou-me um cão. No Natal seguinte ofereceu-me uma caçadeira. A maior parte dos meus familiares acredita que estes dois presentes estão relacionados.» Flint tem a coragem de um leão. O facto de ser um cão pequeno não o impede de defender a sua casa com a determinação de um rei. Flint é generoso. Depois de ter assumido a missão de exterminar os pequenos ratos que se multiplicavam pela cave, decidiu provar o seu amor da única forma que se lembrou: depositando um produto morto da sua conquista - um rato - no peito da sua dona adormecida. Flint é uma espécie de alma gémea do seu dono. Desde que se lembra de existir, e até antes disso, Stanley viveu rodeado de cães de várias raças, mas nenhum o tocou e comoveu como Flint, que entrou na sua vida como um pequeno furacão e o inspirou a escrever este livro. Porque um cão é muito mais do que um simples animal de quatro patas, Flint é um livro para rir e chorar. Vai ajudá-lo a ser um melhor dono, a treinar o seu companheiro canino e a encarar a vida com mais sentido de humor.

Ficha Técnica:

Autor    Stanley Coren, COREN, STANLEY
Editora Matéria-Prima
Data de Lançamento     Abril 2011
ISBN      9789898461087
Nº Páginas         368
Encadernação   Capa Mole

Opinião:

Este livro poderia ser uma obra de ficção não fosse o extraordinário cão ter realmente existido. Stanley apresenta inicialmente o seu relacionamento com os cães, as suas perdas, por vezes traumáticas e como um cão realmente lhe salvou a vida atacando uma cobra que o ia morder em criança.
Este é um livro ternurento que levará os amantes dos cães mais sensíveis às lágrimas.
Escrito de uma forma simples e acessível mostra-nos como um animal que julgamos irracional pode amar-nos incondicionalmente. Este é um exemplo de um animal que é extraordinário e que alterou a vida de todos que com ele se cruzaram.
Um livro a ler pela sua carga emotiva e pela forma simples com que foi escrito.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário