quinta-feira, 3 de agosto de 2017

[Opinião] "O Sangue da Virtude - Volume 1" de Terry Goodkind (Porto Editora)

0

Ficha Técnica:

ISBN: 978-972-0-04792-2
Edição ou reimpressão: 06-2017
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 26 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 376
Tipo de Produto: Livro 
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Literatura Fantástica

Sinopse:

Richard aceita o seu novo papel: um homem nascido com o dom e destinado a ser um feiticeiro guerreiro. Contudo, nas terras dos dois Mundos, nem todos encaram a magia com bons olhos. O Sangue da Virtude, uma seita formada por mercenários fanáticos, para quem a magia é o meio através do qual o Guardião influencia os homens, tem como missão enviar para o mundo dos mortos todos os seres mágicos.


A destruição da Grande Barreira tem consequências que nem um seeker poderia prever - a Ordem Imperial, o governo do Velho Mundo, avança com os seus exércitos para conquistar o Novo Mundo. A única opção de Richard para deter a invasão é reivindicar a sua herança, unindo todos os reinos sob uma só lei - um pacto entre a magia e o aço - e uma só autoridade - a do único homem que, nascido para a verdade, foi tocado pela morte e cuja ira, libertada, pode finalmente trazer o equilíbrio aos Mundos.

Opinião:

Finalmente, ao final de tanto tempo de espera, é editado mais um título da saga "A Espada da Verdade". Este é um dos casos de quem leu o livro depois de ver a série, se me tinha apaixonado por esta, rendi-me completamente aos livros.

Neste novo romance, Richard enfrenta um novo inimigo, mais astuto e mais intriguista. Quando estava a lutar contra o Lord Rahl ele sabia quem era o inimigo e onde este se encontrava, mas agora ele tem muitas faces e esconde-se à vista de todos, não tendo medo das consequências. O nosso herói finalmente aceta o facto que é descendente do Lord Rahl e todo o fardo que tem de carregar nos seus ombros.

Fiquei bastante triste por ainda não terem aparecido nem Kahlan nem o Zed, os quais adoro e acho que fariam falta neste romance, apesar de estarem sempre presentes através das acções do Richard.

Acho que ainda vamos ver muito da parte da seita o sangue da virtude.

Outro aspeto nteressante foi o destaque que o autor deu às irmã da luz, especialmente Verna, cujo papel foi essencial em capítulos anteriores da história do Richard.

Terry Giidking continua fiel ao estilo com que nos habituou nos volumes anteriores, conseguindo-nos envolver numa atmosfera de suspense, repleta de perigos a cada virar de esquina.

Aguardo ansiosamente pelo segundo volume deste livro.


LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário