quinta-feira, 12 de novembro de 2015

[Opinião] "Rainhas Malditas" de Cristina Morató (Planeta)

0


Sinopse:

A fascinante vida de seis mulheres que deixaram uma marca profunda na história. Neste livro é-nos contado como viviam as seis rainhas lendárias que inspiraram Hollywood: Sissi, Alexandra Feodorovna, Cristina da Suécia, Eugénia de Montijo, a rainha Vitória, e Maria Antonieta.

A vida destas rainhas dista muito de ser um romântico conto de fadas. Ainda que a infinidade de filmes e romances nos tenham mostrado a faceta mais amável dos seus reinados, em geral, foram muito infelizes.

Todas têm em comum a solidão, o desenraizamento, a nostalgia, a falta de amor e o sofrimento por não conseguir dar um herdeiro ao trono. Também partilham a dolorosa perda dos filhos, os fracassos matrimoniais e o sentir-se estrangeiras numa corte onde não eram bem recebidas.


Não tiveram grandes histórias de amor porque os casamentos eram um «assunto de Estado». Algumas, como Sissi, foram imperatrizes contra a sua vontade e adoeceram de melancolia; outras, como Cristina da Suécia, escandalizaram pelo comportamento extravagante e ânsias de liberdade. Maria Antonieta e Alexandra Romanov partilham um trágico fim, enquanto a rainha Vitória de Inglaterra e Eugénia de Montijo assumiram com extraordinária dignidade o seu papel nos momentos mais difíceis.

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão:2015
Páginas: 304
Editor: Editorial Planeta

ISBN: 9789896576042
Opinião:

Muito falamos de reis de dos seus efeitos na história, deixando de parte as mulheres que fizeram história e que, de uma forma ou de outra, marcaram o nosso percurso e moldaram o mundo à sua forma.

Este livro tem alguns exemplos dessas mulheres e das quais desconhecíamos certos pormenores.

Cristina Morató, criou uma obra prima, fazendo os leitores acreditarem que estão a ler um romance e torcerem que o final destinado a estas mulheres seja diferente do que foi na realidade.

Acabamos por admirar a força que demonstraram, mesmo nos momentos mais adversos e como tentaram se adaptar às suas novas posições, a que mais me surpreendeu foi Maria Antonieta, da qual tinha a ideia que esta seria uma cabeça de vento mais dedicada às roupas e a gastar dinheiro do que realmente foi, assim como o que sofreu nos primeiros tempos do seu casamento. Sissi, era um pouco como eu pensava e muito diferente dos filmes que a imortalizaram e ao seu romance de amor. Catarina da Suécia, era para mim desconhecida, e fez-me lembrar em muitos aspectos a Rainha Elisabeth I. Vitória é uma rainha que nos parece muito distante e fria, tudo devido aos últimos anos do seu reinado, durante os quais se segregou do mundo.

Um Livro muito interessante e indicado para os amantes de história.

LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário