quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Sugestões de Natal - Livros Infantis

0

Quando se trata de escolher as prendas para os mais pequenos deparamo-nos sempre com um problema: O que é que lhes vamos dar? 

Uma vez que cada vez mais se fala de hábitos de leitura, uma boa aposta são livros. Mas, num mercado repleto de escolhas como se poderá então escolher algo que seria adaptado para a idade de cada um e para os gostos de cada criança?

Então vou-vos mostrar algumas sugestões que já vi para oferecer, uma vez que também tenho crianças a quem oferecer livros e já fiz a pesquisa anteriormente.

Como então apresentar os livros? É mais fácil fazê-lo através de editora assim sabem mais facilmente como os encontrar.

Primeiro temos a Editorial Presença, que gentilmente nos cedeu dois dos seguintes volumes para passatempo, que deve ser lançado entre hoje e amanhã.
Desde que os Lily chegaram a Applecross, no princípio do verão, toda a aldeia parece estar a ser vítima de acidentes misteriosos. Nos últimos dias, as ovelhas começaram a desaparecer das quintas e os peixes fogem das redes. Em segredo, as pessoas comentam que tudo isto pode ser obra de um Homem dos Bosques, que ande por aí em busca de Almas Mágicas. Vai ser Finley, na sua qualidade de novo Defensor da Loja Abracadabra, quem deverá descobri-lo, juntamente com o seu inseparável cão, o Rodilha. Esta façanha, no entanto, vai custar-lhe um alto preço: cair de um precipício, explorar todos os bosques da baía e pedalar até perder o fôlego... na direção exata que o levará ao seu encontro com os sonhos.


 Regressada ao Brasil após um ano de intercâmbio em Inglaterra, Fani mal pode acreditar que vai finalmente começar a viver o tão adiado romance com o rapaz dos seus sonhos, o Leo. Porém, o destino parece decidido a atrapalhar-lhe os planos. Desde os problemas com as amigas, passando pelos exames de acesso à faculdade e pelos conflitos com a mãe, tudo parece querer roubar-lhes o tempo em conjunto. Mas é só quando o passado vem bater-lhe à porta outra vez na pessoa de Christian que as discussões entre os dois namorados começam...
 Agarra nas tuas canetas e prepara-te para desenhar! Este livro com folhas destacáveis

contém centenas de ideias para te inspirares e criares as tuas obras-primas.

• Direitos traduzidos em Itália, França, Brasil, Espanha, Alemanha e Holanda.


Mais de 1000 autocolantes para colar e muitas páginas para preencher com imaginação

e criatividade! Contém inúmeras atividades lúdicas e didáticas: desenhar, pintar, contar,

observar e muitas outras propostas adequadas às crianças em idade pré-escolar.
Cada livro inclui mais de 1000 autocolantes e proporciona aos mais novos

atividades lúdicas e didáticas.
 Um livro de atividades para desenhar, pintar, contar, observar e muitas outras propostas

adequadas às crianças em idade pré-escolar.
Os heróis chegam ao Reino Vermelho e, enquanto procuram o Mestre Vermelho, aprendem as lendas e tradições locais desta terra medieval. Descobrem que um terrível dragão ameaça o Reino e que para o deter têm de participar no desafio do dragão.
Preparem-se para lutar contra o monstro, sem sonhar que ele é controlado pelo vilão Alex Grand.
No Reino Vermelho, Alex rouba o Nutri-Pad e põe a cabeça dos pequenos heróis a prémio. Agora, Teo, Lena, Bem, Nina e Guga vão ter de aventurar-se no escorregadio Reino das Gorduras e participar em perigosas corridas nos canais de óleo a ferver do Reino dos Fritos, se quiserem recuperar o Nutri-Pad sem serem apanhados pelo vilão Alex Grand.
 Adrian Mole está agora na casa dos trinta, divorciado e com um filho, William. É

cozinheiro num restaurante londrino e os seus pratos têm sido alvo tanto de crítica

quanto de elogios. O amor da sua vida, Pandora Braithwaite, foi recém-eleita deputada

do partido trabalhista. Adrian continua a amá-la loucamente mas, para seu grande

desgosto, Pandora continua casada. Frustrado afetivamente, Adrian sente-se desiludido

com a vida, mas uma carta vinda do passado irá mudar tudo...

Tal como o seu pai, a pequena Catherine usa óculos. E tal como a mãe, que vive em Nova Iorque, gostaria de vir a ser uma grande bailarina. E porque tem de tirar os óculos para dançar, Catherine descobre a vantagem de poder viver em dois mundos diferentes: o mundo real, assim como ela o vê quando tem os óculos postos, e um mundo pleno de doçura, vago e suave, quando os tira. Um mundo onde dança como num sonho...












Da Editorial Planeta trazemos as seguintes sugestões:

Esta colecção das princesas é lindíssima, já estive com os livros nas mãos e acabei por decidir ter de comprá-la e completar os exemplares que me faltam para a minha filha que adorou os dois últimos volumes que me foram enviados para critica aqui no blog e que em breve terão a critica online. É de apontar que os livros são de capa dura e que trazem posters da princesa que está em destaque no livro. 


Vamos lá adivinhar o que isto é… é só puxar pela cabeça e pela imaginação.

Do riso ao siso, eis aqui, jovens leitores, um novo e precioso livro de um dos mais queridos escritores portugueses, ilustrado e feito com humor e amor para vos proporcionar muitas horas de leitura e muitas ideias a saltar da cabeça para o mundo.
Este livro, em capa dura, é constituído por dois grupos distintos de poemas:

- os destravalínguas, que primam pelo sentido de humor e pelo nonsense, e

- as adivinhas em verso (com soluções no final).

Com uma paginação criativa e brincalhona Sete Coisas que Eu Cá Sei é um livro que miúdos e graúdos vão querer ler, ao mesmo que se divertem a aprender e a ver as fantásticas ilustrações de Maria João Lopes que acompanham os poemas.
O tipo de livro que as crianças adoram e os adultos gostam de oferecer,  ligado com a nossa tradição cultural, repega em lendas, histórias e adivinhas tradicionais, reinventando-as, e promete diversão em conjunto entre pais e filhos.

Da Porto Editora trago-vos uma das prendas de Natal da Minha Filha:

Imagine ser capaz de voar como uma borboleta, saltar como um canguru ou espreitar o cimo das árvores como uma girafa. Todos sabemos que as crianças, frequentemente, fantasiam que conseguem adquirir as características extraordinárias dos animais, desde os mais pequenos aos mais majestosos. E é bom que o façam! Porque os mais jovens têm de "viver" estas transformações e ter aventuras libertadoras para se tornarem adultos criativos e imaginativos, capazes de realizarem os seus sonhos. 
Se eu fosse… é um livro que encoraja as crianças (e talvez os seus pais também!) a ultrapassarem as suas limitações. Este livro convida os mais jovens a nadarem como um peixe tropical ou a cantarem como um melro - ou até mesmo a afastarem os banhistas da praia com o "sorriso" de um tubarão!

Da Alfarroba,

Seguindo o trilho destes versos acha-se o Fado no seu viveiro. À mercê de enganos, terrenas, celestiais e fantásticas figuras noctivagam até à cidade onde se enraíza a canção.











Noel, um menino que não compreendia o que era o Natal, decidiu ir procurá-lo. Esta história é a busca de Noel, a busca por algo que pode ser difícil encontrar - o espírito de Natal. Será que o encontrou? Será que Noel descobriu o espírito de Natal?











Da Edições Vieira da Silva,

A sementinha Joana e os seus Amiguinhos João Miguel e Catarina foram visitar a quinta do moinho.

Levaram consigo a cadelinha Pituxa.

Viram patos, galinhas, pintainhos…

Um deles até tinha o pescoço pelado!...

Viram ainda porquinhos, duas vaquinhas e um burrito que os levou a passear…

Lê a história!

Eu sei que vais divertir-te ao lê-la.



Luzia vive no campo, longe da civilização e da cultura, sem tecnologias, tem as plantas como suas melhores amigas. Só vai à cidade para ir à escola. Um dia, começa a chover e vê cair nas gotas da chuva, letras soltas, olhares e sorrisos que vêm regar as suas plantas. Um cenário encantador… As flores que limitam os canteiros sorriem-lhe e as folhas superiores dos produtos da horta transforma-se em folhas de papel, onde as letras que caem da chuva se instalam. Luzia começa a juntá-las e a construir livros com histórias. O seu segredo transporta-a para mundos maravilhosos onde só ela pode tornar tudo possível.




O menino que tinha medo do escuro é um apelo à criação de livros em formato alternativo e um exemplo de como um livro multiformato se pode "abrir" a novos leitores e a novas leituras.
Esta obra pretende tocar simultaneamente o lúdico e o didático, com conteúdos acessíveis a crianças com necessidades especiais.
 Deste modo, o livro é "traduzido" em diferentes formatos: braille, relevo, língua Gestual Portuguesa, aplicações para os novos media e Símbolos Pictográficos para a Comunicação. Esta adaptação tem como objetivo promover a participação ativa da criança através do manuseamento das diferentes versões da história.
 O livro transforma-se num instrumento inclusivo essencial para desenvolver atividades de leitura para crianças em idade pré-escolar com ou sem necessidades educativas especiais.
 Está em desenvolvimento uma aplicação composta por um livro multimédia inclusivo e um conjunto de jogos, para dispositivos móveis (telemóveis, smartphones e tablets) da plataforma Android, com a participação de Mateus Victorelli, aluno do Mestrado em Computação Móvel do Instituto Politécnico da Guarda, e promotor do projeto ToyMobi que está a ser apoiado pelo Programa de Apoios a Empresas Sociais da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (PAES), no âmbito do BIS - Banco de Inovação Social.








Estas
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário