quarta-feira, 9 de abril de 2014

[Opinião] “Frankenstein” de Mary Shelley (Bis – Leya)

0



Sinopse:
Frankenstein conta a história de Victor Frankenstein, um jovem estudante, que a partir de corpos de seres humanos que obtinha em cemitérios e hospitais consegue dar vida a um monstro que se revolta contra a sua triste condição e persegue o seu criador até à morte. Frankenstein foi adaptado inúmeras vezes ao cinema, mas a mais memorável imagem do monstro foi encarnada pelo actor Boris Karloff, em 1931, fazendo ainda hoje parte da cultura popular.
Ficha Técnica:
Ano da Edição / Impressão / 2009
Número Páginas / 240
ISBN / 9789896530198
Editora / LEYA
Opinião:
“Frankenstein” é considerado um dos clássicos da literatura fantástica, este nasceu da mente de uma escritora vitoriana e rapidamente fez sucesso. O romance é bastante curto em comparação com que que eram escritos na época, a sua leitura é viciante e nos deixa agarrados até acabarmos porque queremos saber o que se vai passar de seguida.
Este romance é escrito inicialmente sob a forma de uma carta e depois pela própria boca de Victor. O que, por um lado nos limita o conhecimento de todos os lados da história, mas por outro torna-a mais negra e com mais suspense.
Esta história aborda um tema que ainda assombra o ser humano nos tempos actuais, a morte. Victor consegue construir um homem através de partes roubadas de cadáveres e dar-lhes vida, vencendo assim a morte e assumindo o papel de Deus. Mas a sua criação não é perfeita como ele pretendia.
Esta obra mostra-nos que o livre arbítrio tem as suas consequências e que todos temos de pagar pelos nossos erros. Aqui Shelley também nos apresenta o limite que um ser humano pode atingir quando se sente frustrado e só.

Um excelente romance clássico e arrepiante em momentos.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário