segunda-feira, 28 de abril de 2014

Novidade Porto Editora

0

Título: A improvável viagem de Harold Fry
Autor: Rachel Joyce
Tradução: José Vieira de Lima
Págs.: 312
Capa: mole
PVP: 16,60 €

Tão improvável como extraordinário

A improvável viagem de Harold Fry valeu a Rachel Joyce o National Book Award

A improvável viagem de Harold Fry, extraordinário romance de estreia de Rachel Joyce, valeu à escritora britânica o National Book Award, na categoria New Writer of the Year, e ainda um lugar entre os finalistas do prestigiado Man Booker Prize. Em Portugal, a Porto Editorapublica esta obra, da qual já se venderam mais de 2 milhões de exemplares em todo o mundo, a 9 de maio.

A originalidade tem sido apontada como um dos pontos mais fortes deste romance protagonizado por um reformado, Harold Fry, que recebe, de uma amiga de longa data, que vive na outra ponta de Inglaterra, uma carta com a notícia de que está a morrer de cancro. Harold decide responder-lhe, lamentando a tragédia, mas, quando vai colocar o envelope no marco do correio, acha esse gesto demasiado impessoal.
Opta, então, por ir entregar a carta em mão, iniciando aí uma longa caminhada.
A improvável viagem de Harold Fry tem direitos de tradução vendidos para 35 países e fez grande sucesso em vários países, nomeadamente na Alemanha, onde se venderam mais de 600 mil exemplares.

SINOPSE
Para Harold Fry os dias são todos iguais. Nada acontece na pequena aldeia onde vive com a mulher Maureen, que se irrita com quase tudo o que ele faz. Até que uma carta vem mudar tudo: Queenie Hennessy, uma amiga de longa data que não vê há vinte anos, e que está agora doente numa casa de saúde, decide dar notícias. Harold responde-lhe rapidamente e sai para colocar a carta no marco do correio. No entanto, está longe de imaginar que este curto percurso terminará mil quilómetros e 87 dias depois.
E assim começa esta viagem improvável de Harold Fry. Uma viagem que vai alterar a sua vida, que o leva ao encontro de si mesmo, a descobrir os seus verdadeiros anseios há tanto adormecidos e sobretudo vai ajudá-lo a exorcizar os seus fantasmas. Com este primeiro romance sobre o amor, a amizade e o arrependimento, A improvável viagem de Harold Fry, que recebeu o National Book Ward, para primeira obra, Rachel Joyce revela-se uma irresistível contadora de histórias.

A AUTORA
Rachel Joyce vive numa quinta do Gloucestershire, em Inglaterra. Durante vinte anos escreveu argumentos para rádio, televisão e teatro. Também passou pelo palco, experiência que lhe valeu alguns prémios. A improvável viagem de Harold Fry foi o seu primeiro romance. Este livro recebeu o National Book Award para primeira obra e foi considerado em vários meios de comunicação um dos melhores livros de 2012. Foi também finalista do Man Booker Prize desse ano.

IMPRENSA
Assombroso, inesperado e inspirador, Rachel Joyce faz-nos sentir que devíamos sair de casa, caminhar e descobrir a vida. Desde o momento em que encontrei Harold Fry, não consegui abandoná-lo. Impossível largar o livro.
The Times

Um romance original e um testemunho corajoso em relação ao esforço humano para sermos normais.
The Guardian

Distingue-se pela notável confiança. Polido até à perfeição. Ler sobre [Harold] é ser levado a segui-lo.
Telegraph


Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário