quarta-feira, 18 de setembro de 2013

[Opinião] "Irrisistível" de J. R. Ward a escrever como Jessica Bird (Quinta-Essência)

0


Sinopse:

A conservadora de arte Callie Burke não está contente com a sua lucrativa nova missão. Restaurar uma obra-prima adquirida pelo implacável magnata Jack Walker devia ter sido o projeto de uma vida. Mas o problema não é o quadro - é que o sensual proprietário é uma obra de arte perfeita de seu próprio direito. A atração é recíproca, mas Callie sabe que misturar negócios e prazer é má idéia - e não apenas porque ela não pertence àquele mundo de privilégios: ela tem um segredo a esconder... um segredo que deve permanecer enterrado. No entanto, depois de se mudar para a mansão de Jack para fazer o trabalho, a centelha inegável entre ambos transforma- se numa paixão que tudo consome... e o passado oculto dela ameaça destruir qualquer possível futuro para eles.  Ao dar nova vida ao quadro, Callie sabe que o seu tempo com Jack é limitado... a menos que o amor possa de alguma forma encontrar uma forma de transformar um solteirão inveterado no marido dos sonhos dela.

Ficha Técnica:

Ano da Edição / Impressão / 2013
Número Páginas / 344
ISBN / 9789897260810
Editora / QUINTA ESSÊNCIA

Opinião:

Este é o segundo volume de uma colecção, sendo o primeiro “Diz-me quem és”. Quando li este livro não senti necessidade de o ter lido para compreender esta história e seguir os passos das personagens.

Neste romance acompanhamos a bela Callie  e o viril Jack, cuja relação tem os seus altos e baixos. A atracção entre os dois é bem patente desde a primeira página em que Jack começa a sonhar com ela sem ainda a ter conhecido devidamente. Quanto à Callie ela tem uma vida conturbada e esta numa posição complicada sem grandes possibilidades de sobrevivência. Os mundos em que os dois se movem são opostos e estão repletos de antagonismos.

O livro é de evolução rápida e tudo me parece muito fácil, a forma como  Callie cede e como a relação evolui, gostava de ter visto mais pressão por parte da mãe de Jack, que não simpatiza com Callie. Achei que esta personagem podia estar mais trabalhada e mais aprofundada.  Quanto a Jack é o tipico milionário que é um playboy, ele já tinha começado a mudar antes de conhecê-la mas com ela altera-se completamente. Quanto a Callie começa com convicções fortes mas acaba por vê-las  a cair por terra quando começa a lidar com ele e a ceder aos seus sentimentos.

Ward escreve de uma forma simples, o que torna o livro de leitura rápida e fácil. As descrições das cenas mais sensuais são discretas e sem muitos floreados.


Um livro que gostei de ler.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário