domingo, 14 de abril de 2013

[Opinião] “Marés Perigosas” de Christine Feehan (Saída de Emergência)

0



Sinopse:
Sete irmãs…

Venha conhecer a história de Libby Drake, a mais bela, misteriosa e sensível das irmãs Drake.

A Dr.ª Libby Drake é uma mulher sensível e prática. Para as suas irmãs muito mais aventureiras, ela sempre foi a «rapariga bem-comportada». Certamente que não a veem como uma mulher capaz de atrair a atenção de um génio como Ty Derrick – até um acidente trágico deixar o atraente bioquímico à sua mercê.

Ao ajudá-lo, ela vai avivar os desejos há muito reprimidos do recém despertado Ty pela mulher que lhe salvou a vida. Mas ele não é o único homem que anda de olho em Libby Drake. Ela captou igualmente a atenção de um admirador perigosamente influente. Alguém que persegue a sua beleza elementar e tem algum objetivo perverso. E está disposto a tudo para o conseguir.

Com a sua combinação sensual de romance e suspense de cortar a respiração, a campeã de vendas número um do New York Times, Christine Feehan, chega com ousadia onde nenhum outro escritor chegou. Desta feita apresenta-nos Libby Drake, uma das mágicas irmãs Drake todas elas encantadas por profecias de amor…

Ficha Técnica:

Saga/Série: Saga Irmãs Drake  Nº: 1
Data 1ª Edição: 05/04/2013
ISBN: 9789896375027
Nº de Páginas: 352
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa Mole

Opinião:

Este livro é o quarto de uma saga editada pela Saída de Emergência. Nunca li nada de Christine Feehan, mas fiquei rendida à sua narrativa, inicialmente custou-me entrar no enredo porque não conhecia a saga e não conhecia as personagens. Depois de entender quem era quem, não me custou a ler a história e facilmente segui a história.

Todas as irmãs Drake possuem algum poder mágico. Este volume centra-se numa irmã, a Libby que é médica e que o seu dom é curar.

 Esta mistura entre a magia e o mundo real é algo que ultimamente os autores de fantasia têm explorado recentemente abrindo todo um novo estilo e uma nova analogia com a realidade abrangendo assim um maior número de leitores.

As personagens que Christine Feehan criou são realistas, mesmo tendo os poderes mágicos, estes são tão naturais que o leitor aceita como parte delas. A cena em que Libby salva a vida de Ty é um dos momentos em que essa faceta se manifesta. É totalmente credível, enquanto lemos, que ela consiga curá-lo. Mas, ao contrário de muitos livros de fantasia, sempre que ela usa esse poder coloca a sua vida em risco e mesmo a vida das suas irmãs.

Por seu lado Ty, encontra-se dividido entre a sua mente científica, a qual rejeita a magia, e o amor que sente por Libby. É a minha personagem preferida, porque é o mais céptico de toda a cidade e que tem de ser convencido que a magia existe de uma forma extrema. Acabando por se render. É uma personagem forte, decidida e teimoso, com todos os génios são.
Durante a acção existe um mistério que envolve os dois e alguém que tem atentado contra a vida dos dois. Que aumenta a tensão com a evolução do livro e do romance dos dois até um final surpreendente e que é impróprio para cardíacos, eu admito que este me apanhou desprevenida, o que é raro.

Também é de notar que a autora abordou um tema acerca da investigação do Ty acerca de medicamentos e ensaios clínicos, que revela todo o trabalho de investigação da autora.

Este livro tem cenas escaldantes que estão descritas de uma forma exemplar e com bom gosto. Recomenda-se a quem gosta de um livro completo e com uma trama envolvente. Eu fiquei completamente viciada e não o consegui largar enquanto não o parei de ler que foi de madrugada.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário