terça-feira, 19 de março de 2013

[ Opinião] “O Segredo da Praia das Camarinhas”, de Clara Correia.

1


Opinião:

Clara Correia estreia-se nas lides literárias do romance com “O Segredo da Praia das Camarinhas”.  Henrique é um escritor, conhecido pelo pseudónimo H. Brancal, que tenta recuperar de um divórcio e de um livro que ficou aquém das espectativas dos seus leitores. Ninguém o reconhece uma vez que nunca publicou a sua fotografia.
Neste romance viajamos em dois Universos distintos, começamos na grande cidade e depois partimos para uma típica aldeia portuguesa. Onde o choque cultural que Henrique sente é enorme.
Na primeira metade do livro, a evolução da ação é lenta e o leitor fica preso no dia-a-dia do escritor e nas suas frustrações. A par disto, conseguimos entender e conhecer melhor as personagens, as quais estão bem desenvolvidas e maduras. Temos a mãe de Henrique que é a típica mãe protetora, que quase não deixa o filho respirar. A Dona Idalina é a empregada de Henrique e tem ideias muito fixas acerca do comportamento feminino e como uma esposa se devia comportar. As duas são mulheres presas num passado que já não se aplica á atualidade. O mundo mudou, enquanto elas permaneceram presas.
Quando o escritor finalmente chega à praia das camarinhas, a ação torna-se mais intensa e o livro mais interessante. Este fica curioso pela população que é tão distinta do que ele estava habituado. Essa curiosidade acaba por o levar ao encontro de problemas e a sua situação piora bastante.
No geral, este romance é interessante. A ideia, pode ser tida como pouco original, mas o seu desenvolvimento está surpreendente.

Reacções:

1 comentário:

  1. Já li o livro e confesso que me seduziu bastante o estilo de escrita usado pela autora. Quanto à história em si, basta dizer que me esqueci do tempo enquanto o lia...Recomendo...

    ResponderEliminar