quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

[Opinião] "Cidadela" de Antoine de Saint-Exupéry (Livros do Brasil)

0


Wook.pt - Cidadela


Sinopse:

Cidadela, obra póstuma publicada em 1948, constitui a súmula de Saint-Exupéry e das suas meditações de toda uma vida. Narrado na primeira pessoa por um rei de um território onde o deserto se perde de vista, esta é uma conversa consigo mesmo e com o divino, sobre a humanidade, sobre a vida, sobre o amor e a busca do sublime.

É simultaneamente um monumental exercício de linguagem, um longo poema em prosa, que Saint-Exupéry começara a escrever em 1936 e que não teve tempo para concluir. Na manhã de 31 de julho de 1944, levantou voo da Córsega e nunca mais voltou à base - terá sido abatido pela Luftwaffe perto da região de Grenoble-Annecy.


Este é pois um texto incompleto, mas de uma riqueza ímpar, a cuja tradução Ruy Belo dedicou dois anos e sobre o qual escreve: «Não temos rebuço em afirmar que Cidadela passará à história, iluminada pelo conjunto da produção de Saint-Exupéry, como uma das obras-primas do nosso tempo.»

Ficha Técnica:



ISBN: 978-972-38-2993-8
Edição ou reimpressão: 08-2017
Editor: Livros do Brasil
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 40 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 656
Tipo de Produto: Livro
Coleção: Dois Mundos
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Opinião:

Apenas tinha lido "O principezinho" de Antoine de Saint- Exupéry, e foi prazer que li este livro, o qual, apesar de estar incompleto é um livro com uma beleza singular. A qualidade da escrita é fora de série, não há muitos termos de comparação. Apenas tenho pena do autor não o ter conseguido acabar.

Este livro é mais do que um romance, é um ensaio filosófico em que o autor busca um sentido e respostas. Um procura de si próprio, como a cidade é um reflexo de si próprio.

Um livro com uma profundidade que nos obriga a pensar, o que nos faz demorar bastante tempo a ler. Se bem que por vezes achei o livro um pouco defensor da tradição e pouco apoiante da evolução e da mudança. Os sentimentos que me causou foram bastante contraditórios.

Um livro repleto de ideias para ponderarmos. Uma boa oferta para quem gosta de filosofia.





LilianaNovais
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário