segunda-feira, 27 de maio de 2013

[Opinião] “Aconteceu em Roma” de Nicky Pellegrino (Edições Asa)

0


Sinopse:

Românticas ruelas de calçada, piazzas repletas de vida, cafés e bares vibrantes de música e desejo… Não há no mundo cidade como Roma. É aqui que Serafina vive rodeada pelo carinho da mãe e das duas irmãs. Habitam um minúsculo apartamento delapidado e têm pouco ou nenhum dinheiro, mas a alegria está sempre presente.
Quando a mãe sai, sempre bela no seu vestido simples e feito em casa, as irmãs vão cantar para a rua. É um atrevimento que as diverte e lhes permite obter dinheiro para fazerem o que mais gostam: ir ao cinema. Elas suspiram e sonham com as estrelas das matinés. Mas Serafina nunca imaginou conhecer pessoalmente o seu ídolo: o ator e cantor Mario Lanza. Quando as portas da magnífica Villa Badoglio - lar da família Lanza - se abrem para a acolher, a jovem é apresentada a um mundo de sonho. E é rodeada pelo luxo e o glamour que conhece Pepe, o talentoso chef capaz das mais suculentas iguarias e das mais ternurentas emoções. Serafina está apaixonada e a viver dias dourados mas não consegue evitar sentir que aquele não é o seu mundo.
Dividida entre a vida modesta que conhece e a promessa de um futuro melhor, Serafina vai ser obrigada a crescer. Vai sofrer, amar e descobrir que a realidade nunca é apenas o que parece. Que a vida é simultaneamente mais difícil e mais bela do que um sonho.

Ficha Técnica:

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 288
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892323381

Opinião:

A minha mãe e a minha vizinha do lado adoravam os filmes da Cinecittà e dos galãs italianos. Perdi a conta às vezes que os vi e ouvi as suas músicas. Portanto, ler este livro, foi como um regresso ao passado, ao tempo quando o glamour e a música enchiam os filmes e encantavam multidões.

Em “Aconteceu em Roma”, vemos um lado do Mário Lanza que era desconhecido do público em geral. Longe das luzes da ribalta, ele era um homem inseguro e frágil. Este é um relato ficcional baseado na vida do cantor/actor que encantou o mundo.

A história é narrada por serafina, uma personagem ficcional, que se torna assistente de Betty , a esposa do cantor. Ela começa como uma jovem que tenta escapar ao destino da sua mãe e acaba por evoluir e crescer ao longo da história. Nas primeiras páginas é bem patente a sensação que ela tem do destino e como ela se recusa a ser dominada por ele. Tem um gosto especial por Mário Lanza.

Nicky Pellegrino tem uma forma de escrever que envolve o leitor e que o deixa encantado com os cenários que o rodeiam enquanto viaja pelas páginas.

A mim, a Villa Badoglio, em Parioli, parecia mais um castelo do que um lar. Com cinco andares de mármore branco e uma grande escadaria, tinha lustres de vidro veneziano a pender do teto, e estava ricamente decorada em tons de roxo carregado e dourado, com paredes e pavimentos de mármore.

É um romance que nos mostra o lado humano das celebridades que tomamos como perfeitas e quase achamos que são deuses, esquecemo-nos que são, tal como nós, mortais e que têm as suas fraquezas e fragilidades. Mostra o lado humano que se esconde para lá da fama e que nós tentamos ignorar.

Foi um livro que me deu bastante prazer em ler. Principalmente pela harmonia entre a ficção e a realidade. É uma história de amor entre as personagens s também uma lição acerca de respeito e honra.


Gostei particularmente da atenção da autora aos pormenores, desde a vida dos personagens reais como também às ficcionais onde não há nada que tenha sido ignorado. É bastante harmonioso e deixa o leitor com aquele sentimento misto de felicidade e tristeza pelo que aconteceu ao casal Lanza, cujo amor entre eles era maior do que a vida, que é de conhecimento geral.
Reacções:

0 comentários:

Enviar um comentário